Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de Química
  3. Exercícios sobre o decaimento radioativo natural

Exercícios sobre o decaimento radioativo natural

Esta lista de exercícios sobre o decaimento radioativo natural aborda as equações que demonstram a emissão de radiações a partir de núcleos de diferentes átomos.

Questão 1

Nas reações nucleares abaixo, ocorre emissão de alfa em:

I) 90Th23288Ra228

II) 92U23890Th234

III) 89Ac22787Fr223

IV) 83Bi21384Po213

Marque a alternativa correta:

a) I, II e III, apenas.

b) I e III, apenas.

c) II e IV, apenas.

d) Apenas em III.

e) Apenas em IV.

ver resposta


Questão 2

Um átomo do isótopo do tório libera uma partícula alfa e transforma-se em um átomo de rádio de acordo com a equação:

xTh23888Ray + 2α4

Os valores de X e Y são, respectivamente:

a) 88 e 238

b) 89 e 236

c) 90 e 234

d) 91 e 237

e) 92 e 230

ver resposta


Questão 3

O iodo 131 de massa, por emissão radioativa, transforma-se em xenônio com massa de 131. Nesse caso, pode-se prever que houve emissão de:

a) dois prótons e dois nêutrons.

b) um elétron de origem nuclear.

c) um próton.

d) um nêutron.

e) radiação gama apenas.

ver resposta


Questão 4

Quando o isótopo do bismuto emite uma partícula alfa, há formação de 81Tl210. Nesse átomo, o número de prótons e o número de neutros são, respectivamente:

a) 81 e 129

b) 81 e 210

c) 129 e 210

d) 210 e 81

e) 210 e 129

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Letra a). A radiação alfa é uma partícula emitida a partir do núcleo de um átomo que apresenta em sua composição dois prótons e dois nêutrons, o que resulta em um número de massa igual a 4 e um número atômico igual a 2 (2α4).

Portanto, todo átomo, ao emitir uma partícula alfa, formará um novo átomo cujo número de massa e cujo número atômico serão reduzidos, respectivamente, em quatro e duas unidades.

voltar a questão


Resposta Questão 2

Letra c). Para determinar os valores de x (número atômico) do Th, e y (número de massa) de Ra, devemos seguir os raciocínios:

- Para x:

O número atômico do átomo inicial é sempre igual à somatória do número atômico da partícula emitida e do átomo formado:

x = 88 + 2

x = 90

- Para y:

O número de massa do átomo inicial é sempre igual à somatória da massa da partícula emitida e do átomo formado:

238 = y + 4

238 – 4 = y

y = 234

voltar a questão


Resposta Questão 3

Letra b). Como iodo (átomo de origem), cujo número atômico é 53 (53I), e o xenônio (átomo formado), cujo número atômico é 54 (54Xe), apresentam a mesma massa (131) e a diferença de um próton, fica evidente que essa transformação envolveu a emissão de radiação beta (massa 0 e número atômico -1, -1β0) ou elétron de origem nuclear.

voltar a questão


Resposta Questão 4

Letra a). Para determinar o número de partículas (prótons e nêutrons) do átomo de tálio (81Tl210), formado após a emissão de uma partícula alfa por um átomo de bismuto, basta realizar os seguintes raciocínios:

Número de prótons:

O número de prótons é sempre igual ao número atômico (Z), logo o seu número de prótons é 81.

Número de nêutrons:

O número de nêutrons é determinado subtraindo o número de massa pelo número atômico:

n = A – Z

n = 210 – 81

n = 129

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas