Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de História
  3. Exercícios sobre a Marcha sobre Roma

Exercícios sobre a Marcha sobre Roma

Coloque os seus conhecimentos à prova a respeito da Marcha sobre Roma, acontecimento que foi responsável pela ascensão dos fascistas ao poder na Itália em 1922.

Questão 1

A Marcha sobre Roma, evento realizado em outubro de 1922, foi responsável

a) pela criação do Estado do Vaticano.

b) pela aliança entre nazistas e fascistas o que deu origem ao Eixo.

c) pela posse de Benito Mussolini como primeiro-ministro italiano.

d) pela deposição do rei Vitor Emanuel III.

e) pela autoproclamação de Benito Mussolini como ditador da Itália.

ver resposta


Questão 2

Em um dos primeiros atos como primeiro-ministro, Mussolini levou seu gabinete para uma missa perante o altar do Soldado Desconhecido, no monumento Vitoriano, em Roma. Ali, ordenou aos homens que rezassem de joelhos durante um minuto. Para muitos deles, “deve ter parecido um tempo extremamente longo” gracejou Gasparri, o secretário de Estado de Vaticano.

KERTZER, David I. O papa e o Mussolini: a conexão secreta entre Pio XI e a ascensão do fascismo na Europa. Rio de Janeiro: Intrínseca, 2017, p. 62.

O texto acima fala de uma das primeiras ações de Mussolini enquanto primeiro-ministro da Itália em 1922. Esse trecho demonstra

a) a devoção de Mussolini ao catolicismo.

b) a intenção de Mussolini de garantir o apoio da Igreja Católica e de seus fiéis, como forma de fortalecê-lo no poder.

c) o respeito de Mussolini a uma tradição imposta aos governantes italianos desde o século XIX.

d) a insatisfação com o crescimento do ateísmo na Itália.

e) o resgate de tradições em decadência.

ver resposta


Questão 3

Na década de 1920, liberais, conservadores e católicos não aprovavam todos os métodos e ideologias do fascismo. Ainda assim, o Partido Nacional Fascista contou com o apoio desses grupos para subir ao poder em 1922. O crescimento do fascismo na Itália e a subida desse partido ao poder foi resultado direto

a) da derrota italiana na Primeira Guerra Mundial.

b) do temor ao socialismo em crescimento no país.

c) do desejo de expansão imperialista.

d) do apoio às políticas do fascismo na economia baseadas na ausência de Estado.

e) da eloquência discursiva de Mussolini e pela ação coerente dos squadristi.

ver resposta


Questão 4

A respeito do contexto histórico referente ao surgimento do fascismo e de sua ascensão ao poder, selecione a alternativa INCORRETA.

a) A Marcha sobre Roma foi uma revolução.

b) Em 1922, os fascistas haviam tomado o poder de algumas cidades à força, como Milão e Trento, por exemplo.

c) Os grupos paramilitares dos fascistas eram conhecidos como “camisas negras”.

d) A subida de Mussolini ao cargo de primeiro-ministro foi antecedida pelo pedido de demissão de Luigi Facta.

e) Durante a Marcha sobre Roma, cerca de 30 mil a 40 mil fascistas posicionaram-se nos arredores de Roma.

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

LETRA C

A Marcha sobre Roma aconteceu no dia 28 de outubro de 1922 e foi responsável pela nomeação de Benito Mussolini ao cargo de primeiro-ministro italiano por ordem do rei Vitor Emanuel III. Durante esse acontecimento, milhares de fascistas posicionaram-se nos arredores de Roma para pressionar o rei devido à nomeação de Mussolini. Como o rei queria evitar um confronto direto com as hordas fascistas, ele cedeu à pressão e nomeou Mussolini ao cargo.

voltar a questão


Resposta Questão 2

LETRA B

O trecho utilizado na questão faz referência à estratégia de Mussolini de garantir o apoio da Igreja Católica e de seus fiéis para fortalecê-lo no poder. Mussolini sabia que sua ascensão e manutenção no poder dependia do apoio dos católicos e, por isso, tratou de aproximar-se desse grupo. Outros grupos que Mussolini procurou apoio foram os monarquistas e dos industriais.

voltar a questão


Resposta Questão 3

LETRA B

O crescimento do fascismo ancorou-se em vários fatores como a insatisfação dos italianos com os poucos ganhos do país após a Primeira Guerra e a economia ruim. Apesar disso, o fator que mais contribuiu para o crescimento do fascismo na Itália, foi o temor do socialismo no país. No local onde a atuação dos socialistas era mais consistente (centro e norte do país) o crescimento do fascismo foi exponencial. Os fascistas atuavam violentamente contra os socialistas, sobretudo por meio dos camisas negras, os esquadrões paramilitares fascistas.

voltar a questão


Resposta Questão 4

LETRA A

A Marcha sobre Roma não foi uma revolução. Essa construção da Marcha sobre Roma como revolução foi uma construção realizada pelos fascistas que utilizaram o acontecimento como “mito fundador” do fascismo. A Marcha sobre Roma não foi uma revolução simplesmente, porque o poder foi oferecido aos fascistas dentro dos limites legais e constitucionais da Itália.

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas