Você está aqui Exercícios Exercícios de História do Brasil Exercícios sobre o governo Jânio Quadros

Exercícios sobre o governo Jânio Quadros

Com estes exercícios sobre o governo Jânio Quadros, você poderá exercitar os seus conhecimentos acerca das controvérsias desse político que marcaram o ano de 1961.

Questão 1

(Mackenzie) Foram características do breve governo Jânio Quadros em 1961:

a) a política externa totalmente alinhada aos interesses norte-americanos.

b) a ausência de medidas anti-inflacionárias, gerando a forte pressão do FMI.

c) o estilo personalista e polêmico do presidente, além da oposição conservadora à política externa independente de seu governo.

d) a intensa colaboração entre presidente e Congresso nas questões administrativas.

e) a total dependência política do presidente em relação ao seu partido, a UDN.

ver resposta


Questão 2

Entre as atitudes polêmicas que marcaram o curto governo de Jânio Quadros, esteve:

a) o fechamento do Congresso Nacional.

b) o rompimento de relações diplomáticas com os Estados Unidos.

c) a condenação da UDN (União Democrática Nacional) à ilegalidade.

d) a tentativa de assassinato do vice-presidente, João Goulart.

e) a condecoração de Che Guevara.

ver resposta


Questão 3

(Mackenzie) Com a renúncia de Jânio Quadros, setores militares resolveram impedir a posse do Vice-presidente João Goulart. O Congresso e vários segmentos sociais, tendo à frente o governador Leonel Brizola do Rio Grande do Sul, desencadearam a mobilização popular e, diante da ameaça de guerra civil, contornou-se a questão com a emenda parlamentarista. Tais fatos dizem respeito a um importante acontecimento histórico dos anos 60, denominado:

a) Campanha das Diretas Já.

b) Campanha da Legalidade.

c) Milagre Brasileiro.

d) Abertura Democrática.

e) Queremismo

ver resposta


Questão 4

Pode-se dizer que o principal fator para a renúncia de Jânio Quadros, em 1961, foi:

a) o discurso de Lionel Brizola, de 20 de agosto.

b) a ameaça de um golpe cubano contra o Brasil.

c) a ameaça de tomada do poder pela força por parte de seu vice, João Goulart.

d) o suicídio de Getúlio Vargas.

e) o discurso de Carlos Lacerda no dia 24 de agosto.

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Letra C

Jânio Quadros foi um dos políticos mais extravagantes da América Latina e o presidente mais pitoresco do Brasil. Seu governo durou apenas sete meses e foi marcado por ações contraditórias e polêmicas (como a proibição do uso de biquínis nas praias), jogando entre a esquerda e a direita política – internamente procurava agradar a essa última e, no plano exterior, a primeira.

voltar a questão


Resposta Questão 2

Letra E

Uma das ações mais polêmicas de Jânio Quadros foi, seguramente, a condecoração do revolucionário argentino Ernesto “Che” Guevara com a Ordem do Cruzeiro do Sul, a mais importante insígnia do Estado brasileiro. Como é sabido, em 1961, o mundo estava em plena Guerra Fria, com a divisão ideológica entre comunistas e democracias liberais. Che Guevara havia participado da Revolução Cubana, em 1959, revolução essa que deu as bases para a implantação de um regime comunista naquele país.

voltar a questão


Resposta Questão 3

Letra B

Um grupo de militares quis impedir, em 1961, a posse do vice-presidente João Goulart, que estava em visita à China comunista, na ocasião da renúncia de Jânio. Houve reação da parte de outros militares e de setores da sociedade civil contra a tentativa de impedimento da posse de Goulart. Essa reação chegou à solução de um regime parlamentarista, no qual o presidente teria seus poderes reduzidos. Goulart foi empossado. Pouco tempo depois, por meio de um plebiscito, teve retorno o regime presidencialista.

voltar a questão


Resposta Questão 4

Letra E

No dia 24 de agosto de 1961, o principal opositor de Jânio Quadros, Carlos Lacerda, da UDN, então governador do estado da Guanabara, fez um discurso que foi transmitido em rádio e televisão. Esse discurso denunciava uma suposta articulação de golpe de Estado que estaria sendo tramada entre Jânio e seu Ministro da Justiça, Oscar Pedroso Horta. Essa acusação nunca foi confirmada ou desmentida, mas o fato é que foi suficiente para que, no dia seguinte, Jânio Quadros entregasse sua carta de renúncia ao Congresso Nacional.

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas
Assista às nossas videoaulas