Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de Gramática
  3. Exercícios sobre os pronomes oblíquos como complementação verbal

Exercícios sobre os pronomes oblíquos como complementação verbal

Com estes exercícios, é possível avaliar seus conhecimentos sobre os pronomes oblíquos como complementação verbal.

Questão 1

A função sintática exercida pelos termos em destaque nas orações abaixo é, respectivamente:

A diretoria reclama de ti com frequência.

O cão mordeu-lhe de leve.

a) ( ) objeto direto e objeto indireto.

b) ( ) objeto direto e objeto direto.

c) ( ) objeto indireto e objeto indireto.

d) ( ) objeto indireto e objeto direto.

 

ver resposta


Questão 2

Assinale as opções em que o termo em destaque tem a função de objeto direto:

a) ( ) Tenha-me respeito.

b) ( ) A abelha picou-o de leve.

c) ( ) O carteiro traz-lhe uma encomenda especial.

d) ( ) O pai tocou-lhe amorosamente.

e) ( ) Mandei-o sair.

ver resposta


Questão 3

Assinale a única opção em que o pronome oblíquo não exerce a função de objeto indireto:

a) ( ) O motorista entregou-lhe as chaves.

b) ( ) A presença dele me agradava muito.

c) ( ) Pediram-me que preparasse a sala de reuniões.

d) ( ) Todos te esperam ansiosos.

e) ( ) A vida naquela casa me agradava muito.

ver resposta


Questão 4

(Cislipa) Na oração: “A situação de greve não nos agrada também”, o pronome pessoal oblíquo funciona como objeto:

a) ( ) Direto.

b) ( ) Direto e indireto.

c) ( ) Indireto.

d) ( ) Não funciona como objeto. Trata-se do sujeito da oração.

ver resposta


Questão 5

(Copeval) Outrossim, afeiçoei-me à contemplação da injustiça humana,
inclinei-me a atenuá-la, a exemplificá-la, a classificá-la por
partes, a entendê-la, não segundo um padrão rígido, mas ao
sabor das circunstâncias e lugares. Minha mãe doutrinava-
me a seu modo, fazia-me decorar alguns preceitos e
orações, e a boa regra perdia o espírito, que a faz viver,
para se tornar uma vã fórmula. De manhã, antes do mingau,
e de noite, antes da cama, pedia a Deus que me perdoasse,
assim como eu perdoava aos meus devedores; mas entre a
manhã e a noite fazia uma grande maldade, e meu pai,
passado o alvoroço, dava-me pancadinhas na cara.

(trecho de Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis)

A classificação sintática do pronome oblíquo em “que a faz viver” (l. 06) somente não é a mesma na oração

a) ( ) atenuá-la (l. 02)

b) ( ) classificá-la por partes (l. 02-03)

c) ( ) Fazia-me decorar (l. 05)

d) ( ) entendê-la (l. 03)

e) ( ) que me perdoasse (l. 08)

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Letra D

voltar a questão


Resposta Questão 2

Letras D e E

voltar a questão


Resposta Questão 3

Letra D

voltar a questão


Resposta Questão 4

Letra C

voltar a questão


Resposta Questão 5

Letra E

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas