Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de Física
  3. Exercícios sobre raio de uma carga no campo magnético

Exercícios sobre raio de uma carga no campo magnético

Estes exercícios testarão seus conhecimentos sobre a determinação do raio da trajetória das cargas elétricas que se movem em campos magnéticos de intensidade constante.

Questão 1

Sobre o movimento de uma partícula carregada no interior de um campo magnético de módulo constante, assinale a alternativa que apresenta uma informação FALSA.

a) O raio da trajetória da partícula é diretamente proporcional a sua massa.

b) O raio da trajetória da partícula é inversamente proporcional a sua massa.

c) O raio da trajetória da partícula é diretamente proporcional a sua velocidade.

d) A força magnética faz o papel da força centrípeta nesse tipo de movimento.

e) A velocidade da partícula permanece constante, mesmo tendo o seu sentido alterado.

ver resposta


Questão 2

Determine o raio da trajetória de uma partícula de carga igual a 2,0 nC e massa de 10-5 g que se move com velocidade de 2.106 m/s em uma região de campo magnético igual a 10-1 T.

a) 0,4.10-13 m

b) 0,5.10-12 m

c) 1.10-11 m

d) 5.1012 m

e) 1.1011 m

ver resposta


Questão 3

Uma partícula de massa M eletricamente carregada com carga Q adentra uma região de campo magnético B com velocidade V. Em determinado instante, a partícula perde metade de sua carga e tem sua massa reduzida para um quarto do valor inicial. Além disso, sua velocidade aumenta em duas vezes. Determine a razão entre os raios da trajetória inicial e final dessa carga.

a) 0,5

b) 0,25

c) 1

d) 4

e) 2

ver resposta


Questão 4

Assinale somente a alternativa que ocasionaria um aumento no raio de uma partícula carregada que se move.

a) aumento da carga da partícula

b) redução da massa da partícula

c) redução da velocidade da partícula

d) aumento da velocidade da partícula

e) aumento do campo magnético

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Letra B

A alternativa que apresenta uma informação incorreta é a letra B. Nessa alternativa, afirma-se que o raio da trajetória da partícula é inversamente proporcional a sua massa, o que é falso, uma vez que, aumentando-se a massa da partícula, sua inércia aumenta, tornando-se necessário, assim, um maior espaço para que essa partícula seja defletida. Além disso, a fórmula utilizada para calcular o raio da partícula informa o contrário. Observe:

Fórmula do raio da trajetória

R – raio da trajetória
m – massa da partícula
v – velocidade da partícula
q – carga da partícula
B – campo magnético

voltar a questão


Resposta Questão 2

Letra E

Podemos calcular o raio da trajetória dessa partícula por meio da fórmula a seguir:

Raio da trajetória

Usando os dados fornecidos pelo exercício, faremos o seguinte cálculo:

Cálculo do raio da trajetória – exercício 2

voltar a questão


Resposta Questão 3

 Letra C

Podemos resolver o exercício usando a fórmula do raio da trajetória:

Raio da trajetória

De acordo com o cálculo realizado, a razão entre os raios R1 e R2 é igual a 1.  

voltar a questão


Resposta Questão 4

Letra D

Analisando a fórmula abaixo, podemos perceber que massa e velocidade são diretamente proporcionais ao raio da trajetória, e a carga e o campo magnético são inversamente proporcionais.

Raio da trajetória

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas