Você está aqui
  1. Exercícios
  2. Exercícios de Biologia
  3. Exercícios sobre transplantes de órgãos e tecidos

Exercícios sobre transplantes de órgãos e tecidos

Com estes exercícios sobre transplantes de órgãos e tecidos, você pode avaliar o que sabe em relação à doação em vida e após o falecimento.

Questão 1

Todos os órgãos ou tecidos citados abaixo podem ser doados por pacientes vivos, exceto

a) Medula óssea.

b) Rins.

c) Parte do fígado.

d) Parte do pulmão.

e) Córnea.

ver resposta


Questão 2

Alguns órgãos e tecidos não podem ser doados em vida, como é o caso do coração. Nesses casos, é necessário confirmar que o doador

a) está em coma.

b) apresentou parada cardíaca.

c) apresentou morte encefálica.

d) apresentou um infarto.

e) apresentou um acidente vascular encefálico.

ver resposta


Questão 3

Os rins são órgãos que podem ser doados por doadores vivos ou falecidos. Analise as alternativas a seguir a respeito da doação de rim e marque a incorreta.

a) Os rins são retirados de doadores mortos após confirmação de morte encefálica.

b) Para doação de rins, é necessário compatibilidade sanguínea.

c) Em doadores vivos, analisam-se os riscos da realização de uma cirurgia para retirar e doar o rim.

d) Um doador vivo pode vender o rim a um receptor, caso seja de sua vontade.

e) Doadores vivos necessitam de autorização judicial para doar os rins.

ver resposta


Questão 4

Como sabemos, alguns órgãos podem ser doados em vida. A respeito desses órgãos, marque a afirmação incorreta.

a) Os rins podem ser doados em vida, pois o doador pode viver com apenas um deles.

b) Porções do fígado podem ser doadas, pois esse órgão tem grande capacidade de regeneração.

c) Porções do pulmão podem ser doadas, pois esse órgão apresenta capacidade de regeneração, assim como o fígado.

d) A medula óssea pode ser doada em vida, pois normalmente ela se recompõe em 15 dias.

ver resposta



Respostas

Resposta Questão 1

Alternativa “e”. A córnea é doada após a morte do doador. Os tecidos oculares destinados à doação são retirados até seis horas depois do falecimento.

voltar a questão


Resposta Questão 2

Alternativa “c”. Os órgãos que podem ser doados após o falecimento de um paciente somente são retirados com a confirmação da morte encefálica, ou seja, de uma completa e irreversível parada de todas as funções do cérebro.

voltar a questão


Resposta Questão 3

Alternativa “d”. No Brasil, é proibida a comercialização de órgãos.

voltar a questão


Resposta Questão 4

Alternativa “c”. Porções do pulmão podem ser retiradas, pois é possível viver normalmente sem uma das porções desse órgão, normalmente o lobo inferior. Pulmões não apresentam capacidade de regeneração.

voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas