Você está aqui Exercícios Exercícios de Redação Exercícios sobre crônica no vestibular

Exercícios sobre crônica no vestibular

Estes exercícios sobre crônica no vestibular vão testar o que você aprendeu sobre as características desse que é um dos gêneros textuais mais populares entre os leitores.

  • Questão 1

    São características da crônica:

    I. Gênero narrativo marcado pela brevidade, narra fatos históricos em ordem cronológica.

    II. Publicada em jornal ou revista, destina-se à leitura diária ou semanal, pois trata de acontecimentos cotidianos.

    III. Obra de ficção do gênero narrativo, apresenta narrador, personagens, ponto de vista e enredo.

    IV. Gênero que se define por sua pequena extensão, é mais curto que a novela ou o romance, apresentando uma estrutura fechada.

    V. Tipo de texto que se caracteriza por envolver um remetente e um destinatário, geralmente é escrito em primeira pessoa.

    a) I e II.

    b) I e III.

    c) IV e V.

    d) I e V.

    e) III e IV.

    ver resposta



  • Questão 2

    Leia o texto a seguir para responder à questão:

    De homem para homem

    - Ateu, não: agnóstico

    - Pois eu te dou quinhentas pratas se você me disser o que quer dizer essa palavra.

    - Ora, para começar você não tem quinhentas pratas. Estou conversando a sério e você me vem com molecagem. Acho que Deus é uma coisa, os padres outra. O ranço das sacristias me enoja. Tenho horror ao bafo clerical dos confessionários! O bem que a confissão pode nos fazer é o de uma catarse, um extravasamento, que a psicanálise também faz, e com mais sucesso. Estou mesmo com vontade de me especializar em psiquiatria.

    - Só mesmo um doido te procuraria.

    Mauro não pôde deixar de rir. Eduardo acrescentou:

    - Você vai ter de se curar para depois curar os outros.

    - É isso mesmo - concordou o outro, sério. - Estou exatamente preocupado com o meu próprio caso. Já iniciei o que eu chamo de "a minha libertação".

    - E o que eu chamo de "a sua imbecilização".

    - Vista pela sua, que já é completa. O que eu chamo de libertação é a possibilidade de me afirmar integralmente, como homem. O homem é que interessa. Se Deus existe, posso vir a me entender com ele, mas há de ser de homem para homem.

    Fernando Sabino

    O texto de Fernando Sabino apresenta características do seguinte gênero textual:

    a) Poema.

    b) Conto.

    c) Crônica.

    e) Ensaio.

    e) Fábula.

    ver resposta


  • Questão 3

    (ENEM – 2012)

    Desabafo

    Desculpem-me, mas não dá pra fazer uma cronicazinha divertida hoje. Simplesmente não dá. Não tem como disfarçar: esta é uma típica manhã de segunda-feira. A começar pela luz acesa da sala que esqueci ontem à noite. Seis recados para serem respondidos na secretária eletrônica. Recados chatos. Contas para pagar que venceram ontem. Estou nervoso. Estou zangado.

    CARNEIRO, J. E. Veja, 11 set. 2002 (fragmento).

    Nos textos em geral, é comum a manifestação simultânea de várias funções da linguagem, com o predomínio, entretanto, de uma sobre as outras. No fragmento da crônica Desabafo, a função da linguagem predominante é a emotiva ou expressiva, pois

    a) o discurso do enunciador tem como foco o próprio código.

    b) a atitude do enunciador se sobrepõe àquilo que está sendo dito.

    c) o interlocutor é o foco do enunciador na construção da mensagem.

    d) o referente é o elemento que se sobressai em detrimento dos demais.

    e) o enunciador tem como objetivo principal a manutenção da comunicação.

    ver resposta


  • Questão 4

    (Fatec - 2013)

    O labirinto dos manuais

    Há alguns meses troquei meu celular. Um modelo lindo, pequeno, prático. Segundo a vendedora, era capaz de tudo e mais um pouco. Fotografava, fazia vídeos, recebia e-mails e até servia para telefonar. Abri o manual, entusiasmado. “Agora eu aprendo”, decidi, folheando as 49 páginas. Já na primeira, tentei executar as funções. Duas horas depois, eu estava prestes a roer o aparelho. O manual tentava prever todas as possibilidades. Virou um labirinto de instruções!

    Na semana seguinte, tentei baixar o som da campainha. Só aumentava. Buscava o vibracall, não achava. Era só alguém me chamar e todo mundo em torno saía correndo, pensando que era o alarme de incêndio! Quem me salvou foi um motorista de táxi.

    — Manual só confunde – disse didaticamente. – Dá uma de curioso.

    Insisti e finalmente descobri que estava no vibracall há meses! O único problema é que agora não consigo botar a campainha de volta!

    Atualmente, estou de computador novo. Fiz o que toda pessoa minuciosa faria. Comprei um livro. Na capa, a promessa: “Rápido e fácil” – um guia prático, simples e colorido! Resolvi: “Vou seguir cada instrução, página por página. Do que adianta ter um supercomputador se não sei usá-lo?”. Quando cheguei à página 20, minha cabeça latejava. O livro tem 342! Cada vez que olho, dá vontade de chorar! Não seria melhor gastar o tempo relendo Guerra e Paz?

    Tudo foi criado para simplificar. Mas até o micro-ondas ficou difícil. A não ser que eu queira fazer pipoca, que possui sua tecla própria. Mas não posso me alimentar só de pipoca! Ainda se emagrecesse... E o fax com secretária eletrônica? O anterior era simples. Eu apertava um botão e apagava as mensagens. O atual exige que eu toque em um, depois em outro para confirmar, e de novo no primeiro! Outro dia, a luzinha estava piscando. Tentei ouvir a mensagem. A secretária disparou todas as mensagens, desde o início do ano!

    Eu sei que para a garotada que está aí tudo parece muito simples. Mas o mundo é para todos, não é? Talvez alguém dê aulas para entender manuais! Ou o jeito seria aprender só aquilo de que tenho realmente necessidade, e não usar todas as funções. É o que a maioria das pessoas acaba fazendo!

    (Walcyr Carrasco, Veja SP, 19.09.2007. Adaptado)

    Entre as características que definem uma crônica, estão presentes no texto de Walcyr Carrasco

    a) a narração em 3ª pessoa e o uso expressivo da pontuação.

    b) a criação de imagens hiperbólicas e o predomínio do discurso direto.

    c) o emprego de linguagem acessível ao leitor e a abordagem de fatos do cotidiano.

    d) a existência de trechos cômicos e a narrativa restrita ao passado do autor.

    e) a ausência de reflexões de cunho pessoal e o emprego de linguagem em prosa poética.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Alternativa “a”. As demais alternativas são características, respectivamente, do conto e da carta.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Alternativa “c”. O texto de Fernando Sabino apresenta características do gênero textual crônica. Situada entre o jornalismo e a literatura, a crônica alimenta-se de acontecimentos diários, como sugere o diálogo entre os personagens do texto de Sabino. Além dos acontecimentos diários, também constam na crônica elementos como ficção, fantasia e criticismo.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Alternativa “b”. No fragmento da crônica Desabafo, percebemos a função emotiva ou expressiva da linguagem, pois todos os elementos estão voltados para a figura do enunciador.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Alternativa “c”.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas