Você está aqui Exercícios Exercícios de Redação Exercícios sobre características das funções da linguagem

Exercícios sobre características das funções da linguagem

Estes exercícios sobre funções da linguagem vão testar seus conhecimentos sobre as características que delimitam cada uma delas.

  • Questão 1

    (ENEM – 2012)

    Desabafo

    Desculpem-me, mas não dá pra fazer uma cronicazinha divertida hoje. Simplesmente não dá. Não tem como disfarçar: esta é uma típica manhã de segunda-feira. A começar pela luz acesa da sala que esqueci ontem à noite. Seis recados para serem respondidos na secretária eletrônica. Recados chatos. Contas para pagar que venceram ontem. Estou nervoso. Estou zangado.

    CARNEIRO, J. E. Veja, 11 set. 2002 (fragmento). 

    Nos textos em geral, é comum a manifestação simultânea de várias funções da linguagem, com o predomínio, entretanto, de uma sobre as outras. No fragmento da crônica Desabafo, a função da linguagem predominante é a emotiva ou expressiva, pois 

     a) o discurso do enunciador tem como foco o próprio código. 

    b) a atitude do enunciador se sobrepõe àquilo que está sendo dito. 

    c) o interlocutor é o foco do enunciador na construção da mensagem. 

    d) o referente é o elemento que se sobressai em detrimento dos demais. 

    e) o enunciador tem como objetivo principal a manutenção da comunicação.

    ver resposta



  • Questão 2

    Reconheça as funções da linguagem predominantes em cada um dos textos a seguir:

    I.

    A característica da oralidade radiofônica, então, seria aquela que propõe o diálogo com o ouvinte: a simplicidade, no sentido da escolha lexical; a concisão e coerência, que se traduzem em um texto curto, em linguagem coloquial e com organização direta; e o ritmo, marcado pelo locutor, que deve ser o mais natural (do diálogo). É esta organização que vai “reger” a veiculação da mensagem, seja ela interpretada ou de improviso, com objetivo de dar melodia à transmissão oral, dar emoção, personalidade ao relato de fato.

    (VELHO, A. P. M. A linguagem do rádio multimídia. Disponível em: www.bocc.ubi.pt. Acesso em: 27 fev. 2012.)

    II.

    Poema de desintoxicação

    Em densas noites
    com medo de tudo:
    de um anjo que é cego
    de um anjo que é mudo.

    Raízes de árvores
    enlaçam-me os sonhos
    no ar sem aves
    vagando tristonhos.

    Eu penso o poema
    da face sonhada,
    metade de flor
    metade apagada.

    O poema inquieta
    o papel e a sala.
    Ante a face sonhada
    o vazio se cala.

    Ó face sonhada
    de um silêncio de lua,
    na noite da lâmpada
    pressinto a tua.

    Ó nascidas manhãs
    que uma fada vai rindo,
    sou o vulto longínquo
    de um homem dormindo.

    João Cabral de Melo Neto

    III.

    Memória

    Amar o perdido

    deixa confundido
    este coração.

    Nada pode o olvido
    contra o sem sentido
    apelo do Não.

    As coisas tangíveis
    tornam-se insensíveis
    à palma da mão

    Mas as coisas findas
    muito mais que lindas,
    essas ficarão.

    Carlos Drummond de Andrade

    IV.

    Blá, Blá, Blá, Blá, Blá 
    Blá, Blá, Blá, Blá 
    Ti, Ti, Ti, Ti, Ti, 
    Ti, Ti, Ti, Ti 
    Tá tudo muito bom, bom! 
    Tá tudo muito bem, bem! 

    Evandro Mesquita

    IV.

    “(...) Sinto que viver é inevitável. Posso na primavera ficar horas sentada filmando, apenas sendo. Ser às vezes sangra. Mas não há como não sangrar pois é no sangue que sinto a primavera. Dói. A primavera me dá coisas. Dá do que viver E sinto que um dia na primavera é que vou morrer De amor pungente e coração enfraquecido (...)”.

    (Clarice Lispector)

    a) referencial, metalinguística, poética, fática e emotiva.

    b) emotiva, fática, poética, metalinguística e referencial.

    c) metalinguística, emotiva, poética, fática e referencial.

    d) referencial, poética, metalinguística, emotiva e fática.

    e) fática, metalinguística, emotiva, referencial e poética.

    ver resposta


  • Questão 3

    De acordo com o linguista russo Roman Jakobson, "dificilmente lograríamos (...) encontrar mensagens verbais que preenchem uma única função... A estrutura verbal de uma mensagem depende basicamente da função predominante".

    Sentimento do mundo

    Tenho apenas duas mãos

    e o sentimento do mundo,
    mas estou cheio de escravos,
    minhas lembranças escorrem
    e o corpo transige
    na confluência do amor.

    Quando me levantar, o céu
    estará morto e saqueado,
    eu mesmo estarei morto,
    morto meu desejo, morto
    o pântano sem acordes.

    Os camaradas não disseram
    que havia uma guerra
    e era necessário
    trazer fogo e alimento.
    Sinto-me disperso,
    anterior a fronteiras,
    humildemente vos peço
    que me perdoeis.

    Quando os corpos passarem,
    eu ficarei sozinho
    desfiando a recordação
    do sineiro, da viúva e do microscopista
    que habitavam a barraca
    e não foram encontrados
    ao amanhecer

    esse amanhecer
    mais noite que a noite.

    Carlos Drummond de Andrade

    Levando em consideração a observação de Roman Jackobson, indique a função predominante no poema de Drummond:

    a) função conativa.

    b) função referencial.

    c) função fática.

    d) função poética.

    e) função emotiva.

    ver resposta


  • Questão 4

    Leia o texto a seguir e identifique a função de linguagem predominante:

    Coisas que você não deve fazer enquanto estiver estudando:

    • Deixar de estudar uma matéria porque você não gosta dela - Nem todo mundo gosta de matemática. Mas você conhece alguém que tenha passado em um vestibular, por exemplo, sem saber o mínimo da matéria? O importante é intercalar: se você detesta matemática e adora história, pode começar com a primeira e, depois, se concentrar na disciplina mais "prazerosa";

    • Deixar dúvidas para trás - Não tirar dúvidas pode trazer sérios problemas. E se o que cair na prova for justamente o que você ficou com dúvida? É importante que o estudante frequente plantões ou arranje outros métodos para tentar entender o assunto. Durante os estudos, é prudente que ele anote os pontos obscuros da matéria para evitar que os esqueça;

    • Comer algo (muito) diferente na véspera de uma prova - Imagine a situação: um estudante tem, por hábito, comer uma feijoada de café da manhã, todos os dias. No dia do vestibular, ele decide comer algo "leve" e encara uma salada. O resultado é que, se ele não tiver sorte, pode até desmaiar de fome durante a prova. Claro que, em um dia de provas, o estudante deve preferir alimentos que deem energia (macarrão pode ser uma saída, por exemplo). No entanto, não dá para ingerir algo muito diferente do que se está habituado - o efeito pode ser pior. Peixes magros, linhaça, frutas amarelas e cítricas, muita água e chocolate amargo são alimentos que ajudam a manter a concentração;

    • Não parar para descansar - Não estude mais do que quatro horas por dia, além do período que você está na escola. Maria Beatriz Loureiro de Oliveira, coordenadora do serviço de orientação do campus de Araraquara da Unesp (Universidade Estadual Paulista), recomenda uma soneca, caso o estudante esteja em casa depois de voltar da escola. "Descanse no mínimo 20 minutos. Uma cochilada. Eu fazia isso com meus filhos. Antes das 15h, não comece".

    Texto retirado de educacao.uol

    a) função poética.

    b) função emotiva.

    c) função conativa.

    d) função fática.

    e) função metalinguística.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Alternativa “b”. É possível observar que a atitude do enunciador sobrepõe-se àquilo que está sendo dito, com predominância da função emotiva da linguagem, já que a mensagem está voltada para aspectos subjetivos do enunciador.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Alternativa “a”.

    I. A função referencial é a função da informação, uma vez que sua mensagem é centrada na necessidade de transmitir ao interlocutor dados da realidade de uma maneira direta e objetiva, evitando assim o discurso literário. II. A principal característica da função metalinguística é o fato de a mensagem estar centrada no próprio código. Cada função tem um foco em um dos elementos da comunicação e, para a função metalinguística, nada é mais importante do que a própria palavra e seus desdobramentos. III. O centro de interesse da comunicação na função poética é o próprio texto e, por isso, alguns recursos são utilizados para chamar a atenção do destinatário para a mensagem. Forma e conteúdo ganham um novo arranjo para provocar no leitor o prazer estético. IV.  A função fática da linguagem é responsável por conferir o funcionamento adequado do canal de comunicação. Em alguns casos, a principal preocupação do emissor é manter contato com o destinatário e, para isso, testa o canal com frases do tipo: “entende”, “você está aí”, “veja bem”, “olha”, etc. V. A função emotiva pode estar presente em poemas, músicas, depoimentos, entrevistas, narrativas de caráter memorialista, críticas subjetivas de cinema, teatro e demais manifestações artísticas nas quais o discurso esteja centrado no próprio emissor.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Alternativa “e”. No poema, que integra o livro “Sentimento do mundo”, Carlos Drummond de Andrade posiciona-se em relação ao tema que está abordando, expressando seus sentimentos e impressões pessoais. Essas características são próprias da função emotiva da linguagem.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Alternativa “c”. A função conativa é facilmente identificada, pois sua linguagem é organizada para influenciar e persuadir o destinatário, fazendo uso de verbos no imperativo, pronomes na segunda pessoa e vocativos. Essa linguagem é comumente empregada na publicidade, já que sua principal intenção é vender determinado produto ou ideia para um grupo social específico.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas