Você está aqui Exercícios Exercícios de Química Exercícios sobre cálculo da pressão osmótica

Exercícios sobre cálculo da pressão osmótica

Para resolver estes exercícios sobre cálculo da pressão osmótica, é preciso levar em consideração se a solução é molecular ou iônica.

  • Questão 1

    (Puccamp-SP) Eventualmente, a solução 0,30 M de glicose é utilizada em injeção intravenosa, pois tem pressão osmótica próxima à do sangue. Qual é a pressão osmótica, em atmosferas, da referida solução a 37 ºC?

    a) 1,00.

    b) 1,50.

    c) 1,76.

    d) 7,63.

    e) 9,83.

    ver resposta



  • Questão 2

    (Unicamp-SP-mod.) As informações a seguir foram extraídas de rótulos de bebidas chamadas "energéticas", muito comuns atualmente, e devem ser consideradas para a resolução da questão. “Cada 500 mL contém”:

    valor energético = 140 cal
    carboidratos (sacarose) = 35 g
    sais minerais = 0,015 mol*
    proteínas = 0 g
    lipídios = 0 g
    * Valor calculado a partir do rótulo.

    A pressão osmótica (π) de uma solução aquosa de íons e/ou de moléculas pode ser calculada por π = M.R.T. Esta equação é semelhante àquela dos gases ideais. M é a concentração, em mol/L, de partículas (íons e moléculas) presentes na solução. O processo de osmose que ocorre nas células dos seres vivos, inclusive nas do ser humano, deve-se, principalmente, à existência da pressão osmótica. Uma solução aquosa 0,15 mol/L de NaCl é chamada de isotônica em relação às soluções contidas nas células do homem, isto é, apresenta o mesmo valor de pressão osmótica que as células do corpo humano. Com base nestas informações e admitindo R = 8,3 kPa . litro/mol . K, calcule a pressão osmótica em uma célula do corpo humano em que a temperatura é 37 ºC.

    a) 385,95 kPa.

    b) 46,065 kPa.

    c) 771,9 kPa.

    d) 2,583 kPa.

    e) 7,626 kPa.

    ver resposta


  • Questão 3

    A uma temperatura de 7 ºC, uma solução de volume igual a 160 mL contém 7,2 g de glicose e é isotônica de uma solução de ureia a 27 ºC. Determine a massa de ureia presente em 1 L dessa solução.

    (Massas molares: glicose = 180 g/mol e ureia = 60 g/mol).

    a) 0,233 g.

    b) 1 g.

    c) 7 g.

    d) 14 g

    e) 28 g.

    ver resposta


  • Questão 4

    Uma solução de 500 mL contém 1,825 g de HCl a uma temperatura de 20 ºC. Sabendo que o grau de ionização do ácido é de 91,4%, determine a pressão osmótica envolvida. (Massa molar do HCl = 36,5 g/mol).

    a) 4,6 atm.

    b) 5,8 atm.

    c) 2,4 atm.

    d) 9,2 atm.

    e) 7,4 atm.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Alternativa “d”.

    Dados:

    M = 0,30 mol/L
    R = 0,082 atm . L. mol-1. K-1
    T = 37 ºC + 273 = 310 K

    Aplicando esses valores na fórmula da pressão osmótica para soluções moleculares, temos:

    π = M . R . T
    π = 0,30 mol/L . 0,082 atm . L. mol-1. K-1 . 310 K
    π ≈ 7,63 atm

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Alternativa “c”.

    Dados:

    M = 0,15 mol/L
    R = 8,3 kPa . litro/mol . K
    T = 37 ºC + 273 = 310 K

    Visto que o NaCl é um sal que se dissocia em água, conforme mostrado a seguir, temos que acrescentar na fórmula do cálculo da pressão osmótica o fator de Van't Hoff (i), que é dado pelo número de partículas que cada mol desse sal origina em água. Nesse caso, i = 2:

    NaCl → Na+ + Cl-

    1 mol 1 mol + 1 mol = 2 mol

    Aplicando esses valores na fórmula da pressão osmótica para soluções moleculares, temos:

    π = M . R . T . i
    π = 0,15 mol/L . 8,3 kPa . L. mol-1. K-1 . 310 K . 2
    π = 771,9 kPa

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Alternativa “d”.

    Visto que a solução de glicose é isotônica da solução de ureia, podemos calcular a pressão osmótica da solução de glicose e depois usar esse valor na mesma fórmula para encontrar a massa da ureia:

    * Cálculo da pressão osmótica da glicose:

    π = M . R . T
    π = M . (0,082 atm . L. mol-1. K-1) . (280 K)

    - Falta encontrar o valor da concentração em mol/L (M), que é dada por:

    M = n
           V

    - Mas precisamos encontrar também o valor de n:

    n = m
          M

    n = 7,2 g
         180 g/mol

    n = 0,04 mol

    -Agora aplicamos na fórmula da concentração em mol/L:

    M = n
           V

    M = 0,04 mol
              0,16 L

    M = 0,25 mol/L

    -Agora sim aplicamos na fórmula da pressão osmótica:

    π = 0,25 mol/L . 0,082 atm . L. mol-1. K-1 . 280 K
    π = 5,74 atm

    Essa é a pressão osmótica tanto da solução de glicose quanto da solução da ureia. Com isso em mente, podemos usar a mesma fórmula do cálculo da pressão osmótica para encontrar a massa de ureia usada em 1 L da solução a 27 ºC (300 K):

    π = M . π

    M =    π   
           R . T

    M =                    5,74 atm                 
          0,082 atm . L. mol-1. K-1 . 300 K

    M = 0,233 mol/L

    Isso significa que temos 0,233 mol de ureia em 1 litro de solução. Mas o enunciado pediu a massa, e não a concentração. Então, temos que usar novamente as fórmulas a seguir:

    M = n
           V

    0,2333mol =   n  
                         1 L

    n = 0,233 mol

    n = m
          M

    0,233 mol =         m       
                          60 g/mol

    m ≈ 14 g

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Alternativa “a”.

    - A pressão osmótica de uma solução contendo íons é dada pela fórmula:

    π = M . R . T .i

    - Mas para aplicar nessa fórmula, precisamos encontrar os valores de M e i.

    M é dado por:

    M = n
           V

    - Precisamos encontrar também o valor de n:

    n = m
          M

    n = 1,825 g
        36,5 g/mol

    n = 0,05 mol

    -Agora aplicamos na fórmula da concentração em mol/L:

    M = n
           V

    M = 0,05 mol
               0,5 L

    M = 0,1 mol/L

    - Falta encontrar o valor de i, que é dado por:

    i = 1 + α (q – 1)

    *“α” é o grau de ionização, ou seja, α = 91,4% ou 0,914, e “q” é a quantidade de íons gerados:

    HCl → H+ + Cl-

    1 mol 1 mol + 1 mol = 2 mol gerados

    i = 1 + α (q - 1)
    i = 1 + 0,914 (2 – 1)
    i = 1,914

    Portanto, sendo π = M . R . T .i, teremos:

    π = 0,1 mol/L . 0,082 atm . L. mol-1. K-1 . 293 K .1,914

    π ≈ 4,6 atm

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas