Você está aqui Exercícios Exercícios de Literatura Exercícios sobre Machado de Assis

Exercícios sobre Machado de Assis

Estes exercícios sobre Machado de Assis abordam a genialidade do maior ficcionista da Literatura brasileira.

  • Questão 1

    Questão 113 - Enem – 2010

    Joaquim Maria Machado de Assis, cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta, nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839. Filho de um operário mestiço de negro e português, Francisco José de Assis, e de D. Maria Leopoldina Machado de Assis, aquele que viria a tornar-se o maior escritor do país e um mestre da língua, perde a mãe muito cedo e é criado pela madrasta, Maria Inês, também mulata, que se dedica ao menino e o matricula na escola pública, única que frequentou o autodidata Machado de Assis.

    (Disponível em: http://www.passeiweb.com. Acesso em: 1 maio 2009).

    Considerando os seus conhecimentos sobre os gêneros textuais, o texto citado constitui-se de

    a) fatos ficcionais, relacionados a outros de caráter realista, relativos à vida de um renomado escritor.

    b) representações generalizadas acerca da vida de membros da sociedade por seus trabalhos e vida cotidiana.

    c) explicações da vida de um renomado escritor, com estrutura argumentativa, destacando como tema seus principais feitos.

    d) questões controversas e fatos diversos da vida de personalidade histórica, ressaltando sua intimidade familiar em detrimento de seus feitos públicos.

    e) apresentação da vida de uma personalidade, organizada sobretudo pela ordem tipológica da narração, com um estilo marcado por linguagem objetiva.

    ver resposta



  • Questão 2

    O meu fim evidente era atar as duas pontas da vida, e restaurar na velhice a adolescência. Pois, senhor, não consegui recompor o que foi nem o que fui. Em tudo, se o rosto é igual, a fisionomia é diferente. Se só me faltassem os outros, vá; um homem consola-se mais ou menos das pessoas que perde; mais falto eu mesmo, e esta lacuna é tudo. O que aqui está é, mal comparando, semelhante à pintura que se põe na barba e nos cabelos, e que apenas conserva o hábito externo, como se diz nas autópsias; o interno não aguenta tinta. Uma certidão que me desse vinte anos de idade poderia enganar os estranhos, como todos os documentos falsos, mas não a mim. Os amigos que me restam são de data recente; todos os antigos foram estudar a geologia dos campos-santos. Quanto às amigas, algumas datam de quinze anos, outras de menos, e quase todas creem na mocidade. Duas ou três fariam crer nela aos outros, mas a língua que falam obriga muita vez a consultar os dicionários, e tal frequência é cansativa.”

    (Fragmento de Dom Casmurro, Machado de Assis)

    Após a leitura do fragmento do romance “Dom Casmurro”, podemos afirmar que Machado de Assis filiou-se ao estilo de época do:

    a) Parnasianismo

    b) Modernismo

    c) Realismo

    d) Simbolismo

    e) Arcadismo

    ver resposta


  • Questão 3

    Fuvest

    "Algum tempo hesitei se devia abrir estas memórias pelo princípio ou pelo fim, isto é, se poria em primeiro lugar o meu nascimento ou a minha morte. Suposto o uso vulgar seja começar pelo nascimento, duas considerações me levaram a adotar diferente método: a primeira é que eu não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor, para quem a campa foi outro berço; a segunda é que o escrito ficaria assim mais galante e mais novo. Moisés, que também contou a sua morte, não a pôs no introito, mas no cabo: a diferença radical entre este livro e o Pentateuco."

    (Machado de Assis, Memórias póstumas de Brás Cubas).

    No fragmento, o autor afirma que:

    a) vai começar suas memórias pela narração de seu nascimento.

    b) vai adotar uma sequência narrativa invulgar.

    c) que o levaram a escrever suas memórias foram duas considerações sobre a vida e a morte.

    d) vai começar suas memórias pela narração de sua morte.

    e) vai adotar a mesma sequência narrativa utilizada por Moisés.

    ver resposta


  • Questão 4

    O Realismo, escola literária cujo principal representante brasileiro foi Machado de Assis, tem como característica principal a retratação da realidade tal qual ela é, fugindo dos estereótipos e da visão romanceada que vigorava até aquele momento. Sobre o contexto histórico no qual o Realismo esteve situado, são corretas as proposições:

    I- O Brasil vivia tempos de calmaria política e social, havia um clima de conformidade, configurando o contentamento da colônia com sua metrópole, Portugal.

    II- Em virtude das intensas transformações sociais e políticas, o Brasil é retratado com fidedignidade, reagindo às propostas românticas de idealização do homem e da sociedade.

    III- O país vivia o declínio da produção açucareira e o deslocamento do eixo econômico para o Rio de Janeiro em razão do crescimento do comércio cafeeiro.

    IV- Tem grande influência das teorias positivistas originárias na França, onde também havia um movimento de intensa observação da realidade e descontentamento com os rumos políticos e sociais do país.

    V- Surgiu na segunda metade do século XX, quando no mundo eclodiam as teorias de expansões territoriais que culminaram nas duas grandes guerras. O Realismo teve como propósito denunciar esse panorama de instabilidade mundial.

    Estão corretas:

    a) todas estão corretas.

    b) apenas I e II estão corretas.

    c) I, II e III estão corretas.

    d) II, III e IV estão corretas.

    e) I e V estão corretas.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Alternativa “e”. O texto que serviu de base à questão é uma biografia, cujas informações estão encadeadas de maneira cronológica. A linguagem é sobretudo objetiva, com a intenção de enfatizar o assunto, ou seja, as informações sobre a vida de Machado de Assis.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Alternativa “c”. A perspectiva realista contraria a perspectiva do romantismo, retratando a realidade de maneira menos idealizada e mais crítica, características que Machado de Assis adotou em sua obra.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Alternativa “d”. O narrador começa sua narrativa a partir de sua morte e, por esse motivo, autointitula-se um defunto-autor, ou seja, um morto que resolveu escrever suas memórias.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Alternativa “d”.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas