Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre Sociedade Romana

Exercícios sobre Sociedade Romana

Por intermédio destes exercícios sobre sociedade romana, você pode testar seus conhecimentos sobre o contexto de organização social da Antiga Roma.

  • Questão 1

    (UFV) A respeito das classes que compunham a sociedade romana na Antiguidade, é CORRETO afirmar que:

    a) os "plebeus" podiam casar-se com membros das famílias patrícias, forma pela qual conseguiam quitar suas pendências de terra e dinheiro, conseguindo assim certa ascensão social.

    b) os "plebeus" compunham a classe formada pelos camponeses, artesãos e alguns que conseguiam enriquecer-se por meio do comércio, atividade que lhes era permitida.

    c) os "clientes" eram estrangeiros acolhidos pelos patrícios e transformados em escravos, quando sua conduta moral não condizia com a de seus protetores.

    d) os "patrícios" foram igualados aos plebeus durante a democracia romana, quando da revolta dos clientes, que lutaram contra a exclusão social da qual eram vítimas.

    e) os "escravos" por dívida eram resultado da transformação de qualquer romano em propriedade de outrem, o que ocorria para todos que violassem a obrigação de pagar os impostos que sustentavam o Estado expansionista.

    ver resposta



  • Questão 2

    (UFSCAR) Quando a notícia disto chegou ao exterior, explodiram revoltas de escravos em Roma (onde 150 conspiraram contra o governo), em Atenas (acima de 1.000 envolvidos), em Delos e em muitos outros lugares. Mas os funcionários governamentais logo as suprimiram nos diversos lugares com pronta ação e terríveis torturas como punição, de modo que outros que estavam a ponto de revoltar- se caíram em si. (Diodoro da Sicília, sobre a Guerra Servil na Sicília. 135-132 a.C.)

    É correto afirmar que as revoltas de escravos na Roma Antiga eram:

    a) lideradas por senadores que lutavam contra o sistema escravista.

    b) semelhantes às revoltas dos hilotas em Esparta.

    c) provocadas pela exploração e maus-tratos impostos pelos senhores.

    d) desencadeadas pelas frágeis leis, que deixavam indefinida a situação de escravidão.

    e) pouco frequentes, comparadas com as que ocorreram em Atenas no tempo de Sólon.

    ver resposta


  • Questão 3

    Observe o texto: “Não podemos esquecer que, após as frustradas tentativas de reformas dos Graco, emergiram no seio das elites dirigentes romanas duas tendências ideológicas vinculadas aos problemas socioeconômicos do século I a. C. (cf. Polo, 1994, p.83). De um lado, encontravam-se os chamados líderes populares, defendendo políticas voltadas para a plebe e para os proletari urbanos, políticas essas caracterizadas pela concessão de terras públicas na Península Itálica (ager publicus) e pelo fortalecimento de instituições ligadas à plebe, tais como o tribunato e as assembleias populares.” (COLLARES, M. Representações do senado romano na Ab Urbe Condita Libri de Tito Lívio: livros 21-30.. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2010. p. 29)

    O termo proletari, citado no texto, deu origem à palavra proletário, que, no contexto da Roma Antiga, era usado para denominar as camadas mais baixas da sociedade. O sentido etimológico dessa palavra:

    a) está relacionado com a luta contra industriais capitalistas.

    b) está relacionado com a nobreza patrícia decaída.

    c) está relacionado com a prole (filhos), ou seja, com o sentido reprodutivo – geração de descendentes.

    d) está relacionado com o cultivo de plantações nos latifúndios dos patrícios.

    e) está relacionado com as revoltas de escravos e gladiadores.

    ver resposta


  • Questão 4

    No contexto social da Roma Antiga, os escravos poderiam ser:

    a) patrícios sem posses de terras.

    b) prisioneiros de guerra ou escravos por dívida.

    c) somente do continente africano.

    d) somente gregos.

    e) trocados com os nativos da América do Sul.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra B

    Ao contrário dos patrícios, a plebe não possuía origem nobre nos antigos clãs que fundaram a cidade de Roma. Consequentemente, também não possuía as grandes faixas de terras cultiváveis que os patrícios possuíam e nem os mesmos privilégios políticos que estes.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra C

    Os escravos rebelaram-se em virtude da exploração e maus-tratos que lhes eram impostos como forma de controle social. Todavia, essas revoltas só foram possíveis pelo fato de esses escravos terem se articulado contra os senhores, apesar de não terem sido um grupo social homogêneo.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra C

    Ao contrário do sentido moderno aplicado à palavra proletário, que indica o trabalhador fabril inserido no interior da produção industrial, o proletário, no sentido etimológico original, na antiga sociedade romana, significava aquele que gerava prole, isto é, filhos. Como não tinha significância social expressiva, o proletário era identificado como um mero ser capaz de reproduzir-se.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra B

    Geralmente, os escravos eram prisioneiros de guerras capturados em batalha. Mas também havia a escravidão a partir da obtenção de dívidas (que não eram honradas) em meio às relações sociais.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas