Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre Revolução Industrial

Exercícios sobre Revolução Industrial

Nestes exercícios sobre Revolução Industrial você poderá avaliar seus conhecimentos acerca do processo de industrialização dos séculos XVIII e XIX.

  • Questão 1

    (Unesp) "A superioridade da indústria inglesa, em 1840, não era desafiada por qualquer futuro imaginável. E esta superioridade só teria a ganhar se as matérias-primas e os gêneros alimentícios fossem baratos. Isto não era ilusão: a nação estava tão satisfeita com o que considerava um resultado de sua política que as críticas foram quase silenciadas até a depressão da década de 80." (Joseph A. Schumpeter, "HISTÓRIA DA ANÁLISE ECONÔMICA")

    Desta exposição conclui-se por que razão a Inglaterra adotou decididamente, a partir de 1840, o:

    a) isolacionismo em sua política externa.

    b) intervencionismo estatal na economia.

    c) capitalismo monopolista contrário à concorrência.

    d) agressivo militarismo nas conquistas de colônias ultramarinas.

    e) livre-comércio no relacionamento entre as nações.

    ver resposta



  • Questão 2

    (Uel) Um fator que contribuiu decisivamente para o processo de industrialização na Inglaterra do século XVIII foi:

    a) a acumulação de capital resultante da exploração colonial praticada pela Inglaterra através do comércio.

    b) a concorrência tecnológica entre ingleses e americanos, que estimulou o desenvolvimento econômico.

    c) a expulsão das tropas napoleônicas do território inglês, que uniu os interesses nacionais em torno de um esforço de desenvolvimento.

    d) o movimento ludista na Inglaterra com a destruição das máquinas consideradas obsoletas, ao incentivar a invenção de novas máquinas.

    e) a abertura de mercados na Alemanha e na França para a Inglaterra, por meio de um acordo comercial conhecido por Pacto de Berlim.

    ver resposta


  • Questão 3

    Leia o texto e, a seguir, aponte a alternativa que se adeque à sua interpretação:

    “A máquina a vapor, tornando possível o uso da energia em todos os artifícios mecânicos, em quantidades maiores do que qualquer outra coisa conseguiria realizar no passado, foi a chave para tudo o que ocorreu em seguida, sob o nome de Revolução Industrial. A face do mundo mudou mais drasticamente (e mais rapidamente) do que em qualquer outra época desde a invenção da agricultura, cerca de 10 mil anos antes.” (ASIMOV, I. Cronologia das Ciências e das Descobertas. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993, p. 395).

    a) O autor acentua o caráter prejudicial da máquina a vapor para a agricultura.

    b) Segundo o texto, a máquia a vapor foi decisiva para o advento da Revolução Industrial, já que este foi o primeiro dispositivo tecnológico que realizou uma transformação profunda no âmbito da produção.

    c) O autor aponta o caráter negativo da mudança drástica e rápida que a Revolução Industrial provocou no mundo contemporâneo.

    d) Segundo o texto, a máquina a vapor era eficiente porque funcionava à base de eletricidade.

    e) O texto indica que a agricultura, durante 10.000 anos, impediu que a indústria se desenvolvesse.

    ver resposta


  • Questão 4

    Leio o texto a seguir:

    “O fato marcante da Revolução Industrial foi o de ela ter iniciado uma era de produção em massa para atender às necessidades das massas. Os assalariados já não são mais pessoas trabalhando exaustivamente para proporcionar o bem-estar de outras pessoas; são eles mesmos os maiores consumidores dos produtos que as fábricas produzem. A grande empresa depende do consumo de massa. Em um livre mercado, não há uma só grande empresa que não atenda aos desejos das massas. A própria essência da atividade empresarial capitalista é a de prover para o homem comum. Na qualidade de consumidor, o homem comum é o soberano que, ao comprar ou ao se abster de comprar, decide os rumos da atividade empresarial.” (MISES, L. Von. Fatos e mitos sobre a Revolução Industrial.)

    De acordo com o economista austríaco, L. Von Mises, a importância das massas de trabalhadores assalariados para a consolidação da Revolução Industrial consiste:

    a) no fato de terem sido explorados pelos industriais capitalistas que compravam sua força de trabalho e não pagavam o que era proporcional a essa força.

    b) no caráter defensivo dos sindicatos que essas massas de trabalhadores formaram nesta época.

    c) no caráter inexpressivo do consumo dos trabalhadores, já que a indústria não precisava, na Inglaterra do século XIX, de seu mercado consumidor interno.

    d) no fato de ser a própria massa de trabalhadores, que também era o contingente populacional dos grandes centros urbanos, a massa de consumidores que demandavam os produtos industrializados.

    e) no fato de o homem comum, apontado no texto, ter ser tornado soberano e instituído um regime político anarquista após a Revolução Industrial.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra E

    Uma das principais características da tendência econômica provocada pela Revolução Industrial na Inglaterra foi a promoção do livre-comércio internacional, sobretudo para a busca de matérias-primas para o aquecimento de sua indústria (como indica a letra E). As demais alternativas apontam para fatores relativos a outros contextos econômicos, diferentes daqueles presentes na Inglaterra do século XIX.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra A

    A questão exige que se aponte o fator que tenha contribuído para o processo de industrialização inglês. Pois bem, o movimento ludista não pode ser considerado um fator decisivo para a industrialização porque foi um movimento de insurreição contra um dos efeitos deste processo, isto é: a mecanização do trabalho (o que descarta a alternativa D). Os planos de Napoleão para invadir a Inglaterra fracassaram em 1805, quando a marinha inglesa destruiu as frotas de navios franceses e ingleses na Batalha de Trafalgar. Portanto, os ingleses não precisaram “expulsar os franceses de suas terras”, como sugere a letra C, que, deste modo, está errada. O Pacto de Berlim, ou Congresso de Berlim, realizou-se em 1878, quando o processo de industrialização inglês já havia se consolidado, e tratava de outros assuntos – o que invalida a letra E. Do mesmo modo, a concorrência tecnológica entre EUA e Inglaterra só se deu depois da consolidação do processo de industrialização de ambas as nações (letra B está errada). Resta a informação contida na letra A, que é a correta, referente à acumulação de capital decorrente da exploração colonial inglesa, praticada sobretudo no século XVII.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra B

    A máquina a vapor permitiu o aumento significativo da produção, tornando-a mais eficaz e capaz de confeccionar mais produtos em um tempo bem menor do que aquele que era gasto no trabalho manufaturado ou artesanal. Portanto, a letra B é a correta e a letra C, por defender o contrário, está errada. O exemplo da agricultura, dado por Asimov, tem uma função dupla: ele acentua o fato de que, na pré-história, a agricultura também teve, de certa maneira, um papel revolucionário para a subsistência do Homem. Porém, com o advento da Revolução Industrial, desencadeada por artefatos mecânicos como a máquina a vapor, a capacidade de subsistência do homem ganhou um salto qualitativo e quantitativo, haja vista que os produtos industrializados conseguiam atender a demanda de um número muito maior de pessoas. Senso assim, elimina-se as alternativas A e E. A energia gerada pela máquina a vapor tinha como matriz o vapor de água e não a eletricidade que seria desenvolvida no momento da Segunda Revolução Industrial, no século XIX (portanto, elimina-se a letra D).

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra D

    O economista Von Mises não partilha da teoria da exploração e da mais valia, desenvolvida por Karl Marx, cujos conceitos estão expressos na alternativa A, sendo assim, esta alternativa está errada. O texto de Mises não menciona os sindicatos de trabalhadores e seu papel neste contexto (o que elimina a letra B) e nem sugere que o homem comum era um soberano do ponto de vista político, mas sim do ponto de vista econômico (invalidando, portanto, as letras C e E). A letra D está correta porque assinala o fato de ser a própria massa de trabalhadores a mesma massa de consumidores que demandavam os produtos industrializados.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas