Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre a República de Weimar

Exercícios sobre a República de Weimar

Por meio destes exercícios sobre a República de Weimar, você poderá testar seus conhecimentos a respeito do período histórico da Alemanha em que floresceu a ideologia nazista.

  • Questão 1

    (Mackenzie) Müller foi o último chanceler social-democrata no poder. Ao deixá-lo, em 1930, agravou-se a crise parlamentar, que levaria ao fim da República de Weimar. O governo do Chanceler Brüning (1930 – 1932), de centro, e católico, governava com poderes extraordinários e com o apoio do presidente Hindenburg, combatendo os comunistas e os nacionais-socialistas (77 e 107 lugares no Reichstag após as eleições de 1930). Brüning, para controlar a crise, procura deflacionar a moeda e prepara um plano de nacionalização e de repartição de terras, indenizando previamente os proprietários. O desemprego crescente e os projetos de Brüning, para retornar à monarquia constitucional, levam à formação da. (Carlos Guilherme Mota)

    Assinale o contexto da História Contemporânea a que se referem os episódios narrados:

    a) Processo que levou Otto von Bismarck à chancelaria.

    b) Unificação política Alemã.

    c) Mudanças econômicas feitas por Hindenburg.

    d) Escalada de Adolf Hitler ao poder.

    e) Fim do III Reich.

    ver resposta



  • Questão 2

    Nos anos iniciais da República de Weimar, que se ergueu dos escombros da Primeira Guerra Mundial, muitas investidas políticas foram tramadas. Uma delas tinha caráter revolucionário comunista. Tratava-se do:

    a) Leninismo

    b) Espartaquismo

    c) Trotskismo

    d) Gramscismo

    e) Castrismo

    ver resposta


  • Questão 3

    (FGV) Atrás do jovem, a guerra, em frente a ele a ruína social, à sua esquerda ele está sendo empurrado pelos comunistas, à direita, pelos nacionalistas e por toda a sua volta não existe um só traço de honestidade, de racionalidade, e todos os seus bons instintos estão sendo distorcidos pelo ódio. (Apud. GAY, P., A cultura de Weimar, trad., Rio, Paz e Terra, 1978, p. 160.)

    A análise acima foi feita pelo novelista alemão Jakob Wassermann e diz respeito à situação social durante a República de Weimar, quando a Alemanha:

    a) Presenciou a derrocada do nazismo e o estabelecimento da democracia tutelada pelas principais potências ocidentais e pela União Soviética.

    b) Vivenciou uma experiência democrática marcada pelos sucessivos governos de centro-esquerda, encabeçados pelo Partido Democrata Alemão.

    c) Passou por uma experiência democrática abalada por graves crises econômicas e pelas investidas de partidos e grupos extremistas de esquerda e de direita.

    d) Assistiu à consolidação no poder do grupo espartaquista liderado por Rosa de Luxemburgo, que questionava duramente as concessões ideológicas feitas pelos social-democratas.

    e) Enfrentou a guerra contra a Tríplice Aliança, mantendo o regime democrático a partir de uma coalizão de centro-esquerda liderada pelos social-democratas.

    ver resposta


  • Questão 4

    Um dos fatos que contribuíram para a crise econômica e política do fim da República de Weimar foi:

    a) o Pacto Ribbentrop-Molotov.

    b) a divisão da Alemanha entre capitalistas e comunistas.

    c) a guerra contra a Polônia.

    d) a guerra dos Bálcãs.

    e) a Crise de 1929.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra D

    Contra o projeto restaurador de Brüning, em 1931, a Frente de Harzburg (que reuniu o milionário Alfred Hugenberg, o partido nazista liderado por Hitler, o Partido Nacional Popular Alemão e várias ligas paramilitares) foi formada para pressionar o então chanceler a declinar de seus projetos. Dois anos depois, o então presidente Hindenburg nomearia Hitler ao cargo de chanceler, colocando o líder nazista a um passo do poder total.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra B

    A liga espartaquista, ou movimento espartaquista, que tinha como um dos principais líderes Rosa Luxemburgo, foi responsável pela onda revolucionária desencadeada em 1919. A pretensão era instalar o comunismo na Alemanha, como já havia sido feito na Rússia em 1917. O espartaquismo, contudo, foi debelado pelas forças republicanas.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra C

    Na república de Weimar, a situação social era muito complicada em razão dos impactos drásticos da Primeira Guerra Mundial sobre a Alemanha. Esse ambiente foi favorável para o aparecimento de seguimentos radicais, como o espartaquismo e o nazismo.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra E

    A Crise de 1929, provocada pela deflação da economia americana e que ocasionou a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, abalou a estrutura financeira mundial. A República de Weimar, que havia conseguido recuperar um pouco a economia alemã durante os anos 1920, sofreu um novo abalo por causa da crise de 1929.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas