Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre o Manifesto Comunista de Marx e Engels

Exercícios sobre o Manifesto Comunista de Marx e Engels

Para resolver os exercícios sobre o Manifesto Comunista, tenha em mente a concepção histórica dos autores e o papel que eles deram às classes sociais.

  • Questão 1

    (UERJ) “O permanente revolucionar da produção, o abalar ininterrupto de todas as condições sociais, a incerteza e o movimento eternos distinguem a época de todas as outras. Todas as relações fixas e enferrujadas, com seu cortejo de representações e concepções são dissolvidas, todas as relações recém-formadas envelhecem antes de poderem ossificar-se. Tudo que era sólido se volatiza, e os homens são por fim obrigados a encarar com os olhos bem abertos a sua posição na vida.”

    Karl Marx e Fredrich Engels. Adaptado do Manifesto do Partido Comunista.

    Em 1848, na defesa de uma nova sociedade, o Manifesto Comunista criticou as transformações advindas da modernização capitalista nos países da Europa Ocidental.

    Dois aspectos dessa modernização, então criticados, foram:

    a) crescimento industrial – garantia de direitos sociais

    b) aceleração tecnológica – aumento da divisão do trabalho

    c) mecanização da produção – elevação da renda salarial média

    d) diversificação de mercados – valorização das corporações sindicais

    ver resposta



  • Questão 2

    “Homem livre e escravo, patrício e plebeu, senhor e servo, mestre de corporação e companheiro, numa palavra, o opressor e o oprimido permaneceram em constante oposição um ao outro, levada a efeito numa guerra ininterrupta, ora disfarçada, ora aberta, que terminou, cada vez, ou pela reconstituição revolucionária de toda a sociedade ou pela destruição das classes em conflito. Desde as épocas mais remotas da história, encontramos, em praticamente toda parte, uma complexa divisão da sociedade em classes diferentes, uma gradação múltipla das condições sociais. Na Roma Antiga, temos os patrícios, os guerreiros, os plebeus, os escravos; na Idade Média, os senhores, os vassalos, os mestres, os companheiros, os aprendizes, os servos; e, em quase todas essas classes, outras camadas subordinadas.” (Manifesto Comunista)

    De acordo com o que foi defendido no Manifesto Comunista de 1848, Marx e Engels propunham que o motor da História da humanidade era:

    a) a predestinação divina.

    b) a evolução material da sociedade.

    c) as ideias desenvolvidas pelos homens.

    d) a luta de classes.

    e) o desenvolvimento das forças produtivas.

    ver resposta


  • Questão 3

    (PUC-Minas) O chamado socialismo científico, formulado por Marx e Engels no século XIX, propunha:

    a) a superação do capitalismo pela ação revolucionária dos trabalhadores, aglutinados em torno de uma organização de pessoas livremente associadas.

    b) a redução do papel do Estado na economia para efetivar o controle direto pelo proletariado sobre os meios de produção.

    c) a supressão de toda legislação trabalhista e social, tida como mecanismo de alienação e cooptação do proletariado.

    d) a realização de sucessivas reformas na estrutura capitalista, possibilitando a gradativa implantação do comunismo avançado.

    ver resposta


  • Questão 4

    Leia o trecho abaixo do Manifesto do Partido Comunista, escrito em 1848, por Karl Marx e Fredrich Engels.

    “Onde quer que tenha assumido o poder, a burguesia pôs fim a todas as relações feudais, patriarcais e idílicas. Destruiu impiedosamente os vários laços feudais que ligavam o homem e seus “superiores naturais”, deixando como única forma de relação de homem a homem o laço do frio interesse, o insensível “pagamento à vista”. Afogou os êxtases sagrados do fervor religioso, do entusiasmo cavalheiresco, do sentimentalismo pequeno-burguês nas águas gélidas do cálculo egoísta. Fez da dignidade pessoal um simples valor de troca e em nome das numerosas liberdades conquistadas estabeleceu a implacável liberdade de comércio. Em suma, substitui a exploração, encoberta pelas ilusões religiosas e políticas, pela exploração aberta, única, direta e brutal.”

    Sobre o trecho acima, é possível afirmar que:

    a) somente com a burguesia que as relações de exploração se tornaram reais.

    b) antes da ação da burguesia, as relações de exploração eram encobertas pela religião e pela política.

    c) a burguesia é imoral por acabar com a dignidade pessoal dos seres humanos.

    d) a burguesia, ao retirar o véu político e religioso da exploração, atuou de forma reacionária.

    ver resposta


  • Questão 5

    “UM ESPECTRO RONDA A EUROPA — o espectro do comunismo. Todas as potências da velha Europa uniram-se numa Santa Aliança para exorcismá-lo: o papa e o czar, Metternich e Guizot, os radicais franceses e os espiões da polícia alemã. Qual o partido de oposição que não foi acusado de comunista por seus adversários no poder? Qual o partido de oposição que também não lançou contra seus adversários progressistas ou reacionários o estigma do comunismo?

    Daí decorrem duas conclusões:

    I – O comunismo já é considerado uma força por todas as potências da Europa.

    II – Já é tempo dos comunistas publicarem abertamente, diante de todo o mundo, suas ideias, seus fins, suas tendências, opondo à lenda do comunismo um manifesto do próprio partido.

    Para isso, comunistas de várias nacionalidades reuniram-se em Londres e redigiram o manifesto seguinte, a ser publicado em inglês, francês, italiano, flamengo e dinamarquês.

    (…)

    Proletários de todo o mundo, uni-vos!”

    Manifesto do Partido Comunista, Karl Marx e Fredrich Engels.

    A partir do trecho do Manifesto Comunista acima exposto, é possível afirmar que ele defende:

    a) o fascismo.

    b) o nacionalismo.

    c) o internacionalismo.

    d) o cristianismo.

    e) o patriotismo.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra B. A crítica ao crescimento industrial e ao aumento da divisão do trabalho ocorreu apenas no sentido de que eles intensificaram a exploração do trabalhador, mas que abriam possibilidades para uma melhoria nas condições materiais de vida caso houvesse um controle dos trabalhadores sobre esses aspectos.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra D. Segundo os autores, as lutas entre as classes nas sociedades humanas levavam sempre a contradições entre desenvolvimento de relações sociais e desenvolvimento das forças produtivas, sendo que as primeiras entravavam as segundas. Quando há uma contradição insolúvel entre elas, a luta de classes intensifica-se, e novas formas sociais são criadas, dando origem a novas etapas na História.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra A. A ação revolucionária era o único meio visto pelos autores como possível para acabar com o capitalismo e a exploração do homem pelo homem. Após isso, eles deveriam se associar livremente para construir uma nova sociedade.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra B. Marx e Engels apontaram que, ao descobrir de ilusões religiosas e políticas a exploração, a burguesia realizou uma ação revolucionária, tornando mais claras as relações humanas na sociedade moderna.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 5

    Letra C. O internacionalismo era uma das premissas do comunismo no século XIX, principalmente por considerar que a exploração capitalista superava as fronteiras, colocando em igualdade os operários de todos os países.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas