Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre a Guerra do Peloponeso

Exercícios sobre a Guerra do Peloponeso

Constituindo um dos mais conhecidos conflitos da Antiguidade, a Guerra do Peloponeso dividiu a civilização grega e a enfraqueceu, facilitando sua posterior dominação.

  • Questão 1

    (FGV-SP) A Guerra do Peloponeso, ocorrida na Grécia entre 431 e 401 a.C., foi:

    a) uma guerra defensiva empreendida pelos gregos contra a invasão dos persas e a ameaça de perda de suas principais praças de comércio do Mar Mediterrâneo;

    b) uma luta entre dórios e aqueus na época da ocupação do território grego que resultou na formação das cidades de Esparta e Atenas;

    c) uma luta comandada pelas cidades de Esparta e Corinto contra a hegemonia da Confederação de Delos - liderada por Atenas - sobre o território grego;

    d) uma guerra entre gregos e romanos, pelo desejo de implantação de uma cultura hegemônica sobre os povos do Oriente Próximo;

    e) uma invasão do território grego pelas tropas de Alexandre - O Grande, na época de expansão do Império Macedônico que herdara de seu pai.

    ver resposta



  • Questão 2

    A Guerra do Peloponeso, ocorrida entre 431 a.C. e 404 a.C., opôs diversas cidades-estados gregas em duas uniões beligerantes, comandadas por Esparta e Atenas, que ficaram conhecidas como:

    a) Confederação de Delos e Confederação do Equador.

    b) Confederação do Peloponeso e Confederação Itálica.

    c) Confederação Médica e Confederação de Delos.

    d) Confederação de Creta e Confederação do Peloponeso.

    e) Confederação do Peloponeso e Confederação de Delos.

    ver resposta


  • Questão 3

    A Guerra do Peloponeso (431-404 a.C.) acabou resultando no enfraquecimento do poderio econômico e militar das cidades-estados gregas que haviam hegemonizado a região oriental do Mediterrâneo. Esse enfraquecimento possibilitou posteriormente que os gregos fossem conquistados pelo:

    a) Império Macedônico.

    b) Império Persa.

    c) Império Romano.

    d) Império Egípcio.

    e) Império Cartaginês.

    ver resposta


  • Questão 4

    Sobre a Guerra do Peloponeso (431- 404 a.C.) é incorreto afirmar:

    a) No ano de 404 a.C., sob a liderança do general espartano Lisandro, as tropas da Liga do Peloponeso conseguiram derrotar os atenienses. A partir de então, as muralhas de Atenas foram destruídas e as embarcações inimigas foram confiscadas pelos espartanos.

    b) A intervenção política de Atenas em outras cidades começou a criar uma rivalidade entre os gregos. A Liga de Delos deixava de ser vista como uma instituição necessária para se transformar em uma ameaça contra outras cidades, como Megara, Corinto, Tebas e, principalmente, Esparta.

    c) O primeiro confronto que daria origem a esse conflito aconteceu quando as cidades de Corinto e Córcira entraram em conflito, em 431 a.C.. Nesse conflito, as forças atenienses apoiaram a Córcia, integrante da Liga do Peloponeso, e os espartanos combateram ao lado dos coríntios em razão de sua parceria na Liga de Delos.

    d) Para os espartanos, a possibilidade de estarem subordinados à outra cidade-estado ia contra o orgulho e a noção de superioridade que marcavam a cultura desse povo, contribuindo ainda para a guerra o fato de os atenienses começaram a usar dos recursos da Liga para ampliar suas riquezas e construir várias obras públicas.

    ver resposta


  • Questão 5

    Péricles “recomendou que se preparassem para a guerra, retirassem tudo que estava no campo e não saíssem para combater, limitando-se à defesa da cidade; deveriam devotar todos os seus cuidados àquilo que fazia a sua força, ou seja, à sua frota, e manter mão firme sobre os aliados, que - dizia ele - são a fonte do poder da cidade por causa dos tributos que lhe pagam, pois de um modo geral a guerra depende de discernimento e de dinheiro”.

    TUCÍDEDES. História da Guerra do Peloponeso. Brasília: Editora Universidade de Brasília, Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2001. p.142.

    Tucídides nesse trecho de sua grande obra nos leva a perceber os principais motivos que levaram à eclosão da Guerra do Peloponeso, que são:

    a) a supremacia ateniense na Confederação de Delos e a utilização dos tesouros da Confederação para beneficiar Atenas.

    b) o enfraquecimento do poder espartano na luta naval e a expropriação por parte de Esparta dos tesouros da ilha de Delos.

    c) a supremacia de Atenas na Confederação do Peloponeso e a utilização dos tesouros dos aliados atenienses no embelezamento de Esparta.

    d) a supremacia de Esparta na Confederação do Peloponeso e sua ação para desfazer a aliança entre as diversas cidades-estados em torno de Atenas.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra C. A Guerra do Peloponeso foi uma guerra interna entre as pólis gregas, em virtude do predomínio ateniense após o fim das Guerras Médicas.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra E. A Confederação do Peloponeso era encabeçada pela cidade de Esparta e lutava contra a Confederação de Delos, comandada por Atenas.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra A.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra C. O erro da alternativa está na correlação errada feita entre a cidade de Atenas e a Liga do Peloponeso, bem como entre a cidade de Esparta e a Liga de Delos. Atenas liderava a Liga de Delos e Esparta liderava a Liga do Peloponeso.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 5

    Letra A. O poderio de Atenas e sua supremacia frente à Confederação de Delos foram uns dos motivos que levaram Esparta e seus aliados a enfrentarem Atenas. Além disso, Atenas estava utilizando os tesouros que eram arrecadados com as cidades da Confederação de Delos para proveito próprio.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas