Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre fascismo

Exercícios sobre fascismo

Nestes exercícios sobre fascismo, você avaliará seus conhecimentos sobre as características e os desdobramentos desse fenômeno político que surgiu após a Primeira Guerra.

  • Questão 1

    (Pucmg 2010) Ao contrário do historiador contemporâneo ao fascismo – como Franz Neumann, Theodor Adorno ou Ângelo Tasca –, nós sabemos, através de Auschwitz, o que é o fascismo ou, ao menos, sabemos qual é a sua prática, ao contrário, ainda, dos historiadores que escreveram no imediato pós-guerra, como Trevor-Hopper, G. Barraclough ou Eric Hobsbawm (até algum tempo), não podemos tratar o fascismo como um movimento morto, pertencente à história e sem qualquer papel político contemporâneo. Encontramo-nos, desta forma, numa situação insólita: sabemos qual a prática e as consequências do fascismo e sabemos, ainda, que não é um fenômeno puramente histórico, aprisionado no passado. Assim, torna-se impossível escrever sobre o fascismo histórico – o que é apenas uma distinção didática – sem ter em mente o neofascismo e suas possibilidades.

    (Daniel Aarão Reis Filho, O Século XX, p. 111-112.)

    Assinale a opção que sintetiza CORRETAMENTE a ideia contida no trecho acima.

    a) O Fascismo é um fenômeno definido conceitualmente, cuja prática é identificada pelos historiadores que coexistiram com ele historicamente.

    b) O Fascismo não é um fenômeno histórico ligado ao passado, ele se insere na política contemporânea atual sob outras formas de atuação.

    c) O Fascismo não pode ser tratado sem qualquer relação com a política contemporânea, já que hoje sabemos sua prática e suas consequências.

    d) O Fascismo, conforme os historiadores, é um fenômeno que não pode ser escrito, já que se circunscreve na história contemporânea como passado e presente.

    ver resposta



  • Questão 2

    (Fgvrj 2012) O período entre as duas grandes guerras mundiais, de 1918 a 1939, caracterizou-se por uma intensa polarização ideológica e política. Assinale a alternativa que apresenta somente elementos vinculados a esse período:

    a) New Deal; Globalização; Guerra do Vietnã.

    b) Guerra do Vietnã; Revolução Cubana; Muro de Berlim.

    c) Guerra Civil Espanhola; Nazifascismo; Quebra da Bolsa de Nova York.

    d) Nazifascismo; New Deal; Crise dos Mísseis.

    e) Doutrina Truman; República de Weimar; Revolução Sandinista.

    ver resposta


  • Questão 3

    Leia o texto: “O que distingue a variedade fascista de intervencionismo é a sua recorrência à ideia de estabilidade para justificar a ampliação do poder do estado. Sob o fascismo, grandes empresários e poderosos sindicatos se aliam entusiasticamente ao estado para obter estabilidade contra as flutuações econômicas, isto é, as expansões e contrações de determinados setores do mercado em decorrência das constantes alterações de demanda por parte dos consumidores. A crença é a de que o poder estatal pode suplantar a soberania do consumidor e substituí-la pela soberania dos produtores e sindicalistas, mantendo ao mesmo tempo a maior produtividade gerada pela divisão do trabalho.” (Rockwell, Lew. O que realmente é o fascismo. IMB).

    Partindo da opinião de Rockwell, o modelo econômico típico do fascismo pode ser encarado como contrário:

    a) ao corporativismo empresarial;

    b) às relações escusas entre Estado, grandes empresas e sindicatos.

    c) ao intervencionismo exacerbado do Estado no mercado.

    d) à submissão dos consumidores à vontade de cartéis econômicos.

    e) à livre iniciativa e ao livre mercado. 

    ver resposta


  • Questão 4

     A ideologia fascista serviu de modelo político para vários países latino-americanos. O Brasil não foi exceção. Além do governo do “Estado Novo”, instituído por Getúlio Vargas (1937-1945), que seguia os moldes fascistas (como governo centralizador e autoritário), houve também um movimento político-ideológico que se aproximava ainda mais de características fascistas, como o uso de símbolos, de rituais de cumprimento e de uniformes. Esse movimento ficou conhecido como:

    a) Tropicalismo

    b) Integralismo

    c) Verde-amarelismo

    d) Grupo Anta

    e) Animalismo

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra B

    Segundo a posição de Daniel Araão Reis Filho, o fascismo pode ser observado em estruturas políticas e ideológicas contemporâneas mesmo depois de tantas décadas transcorridas após a Segunda Guerra Mundial. O fascismo poderia ser observado hoje, por exemplo, em fenômenos como a formação de grandes corporações empresariais que estabelecem conluio com o Estado e sindicatos de trabalhadores e também em comportamentos sectaristas relacionados com ideologias políticas (sejam de direita ou de esquerda) que se utilizam da hostilidade e da agressão (verbal e física) contra seus adversários. 

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra C

    O fascismo, assim como o nazismo alemão e a Guerra Civil Espanhola, nasceu da crise política gerada na Europa após a Primeira Guerra Mundial. Com a quebra da Bolsa de Valores em Nova York, em 1929, esses regimes totalitários tornaram-se ainda mais populares e conseguiram estruturar um sistema político que dominou o cenário europeu até o fim da Segunda Guerra em 1945.  

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra E

    Segundo Rockwell, o fascismo, do ponto de vista econômico, é uma das variantes do intervencionismo do Estado nas diretrizes econômicas. Percebe-se que o autor parte da interpretação liberal clássica para fundamentar sua análise. Dessa forma, a união entre grandes corporações, cooptação de sindicatos e o poder autoritário do Estado, que caracterizou o fascismo, são nocivos à livre iniciativa do indivíduo e à própria condição para que haja essa livre iniciativa, isto é, o mercado livre.  

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra B

    O Integralismo nasceu como uma facção paramilitar derivada de grupos de intelectuais e artistas ligados ao Modernismo Brasileiro da década de 1920. Seu líder era o escritor Plínio Salgado, e vários de seus membros também foram homens ilustres das letras brasileiras, como Miguel Reale, Gustavo Barroso e Gerardo Melo Mourão. O símbolo que caracterizava as hordas integralistas era a letra grega sigma, e a expressão usada como saudação ritualística entre seus membros era “Anauê!”.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas