Você está aqui Exercícios Exercícios de História Exercícios sobre Era Napoleônica

Exercícios sobre Era Napoleônica

Por meio destes exercícios sobre a Era Napoleônica, você poderá averiguar os seus conhecimentos a respeito desse período fundamental da História Contemporânea.

  • Questão 1

    (UFMG – 2014 - Modificada) Leia este texto:

    Antes, Napoleão havia levado o Grande Exército à conquista da Europa. Se nada sobrou do Império continental que ele sonhou fundar, todavia ele aniquilou o Antigo Regime, por toda parte onde encontrou tempo para fazê-lo; por isso também seu reinado prolongou a Revolução, ele foi o soldado desta, como seus inimigos jamais cessaram de proclamar. (LEFBVRE, Georges. A Revolução Francesa. São Paulo: IBRASA, 1966. p 573.)

    Tendo em vista a expansão dos ideais revolucionários proporcionada pelas guerras conduzidas por Bonaparte, é CORRETO afirmar que:

    a) os governos sob influência de Napoleão investiram no fortalecimento das corporações de ofício e dos monopólios.

    b) as transformações provocadas pelas conquistas napoleônicas implicaram o fortalecimento das formas de trabalho compulsório.

    c) Napoleão, em todas as regiões conquistadas, derrubou o sistema monárquico e implantou repúblicas.

    d) o domínio napoleônico levou a uma redefinição do mapa europeu, pois fundiu pequenos territórios, antes autônomos, e criou, assim, Estados maiores.

    e) Os países da Península Ibérica, como Portugal e Espanha, foram os únicos do continente Europeu a não serem afetados pelas guerras napoleônicas.

    ver resposta



  • Questão 2

    (UFRGS 2004) Por volta de 1811, o Império napoleônico atingiu o seu apogeu. Direta ou indiretamente, Napoleão dominou mais da metade do continente europeu. Tal conjuntura, no entanto, reforçou os sentimentos nacionalistas da população dessas regiões. A ideia de nação, inspirada nas próprias concepções francesas, passou a ser uma arma desses nacionalistas contra Napoleão.

    Assinale a afirmação correta, relativa à conjuntura acima delineada:

    a) Após o bloqueio continental, em todos os Estados submetidos à dominação napoleônica, os operários e os camponeses, beneficiados pela prosperidade econômica, atuaram na defesa de Napoleão contra o nacionalismo das elites locais.

    b) A Inglaterra, procurando manter-se longe dos problemas do continente, isolou-se e não interveio nos conflitos desencadeados pelos anseios de Napoleão de construir um Império.

    c) A Espanha, vinculada à França pela dinastia dos Bourbon desde o século XVIII, não reagiu à dominação francesa. Em nome do respeito às suas tradições e ao seu nacionalismo, a Espanha aceitou a soberania estrangeira imposta por Napoleão.

    d) Em 1812, Napoleão estabeleceu sólida aliança com o Papa, provocando a adesão generalizada dos católicos. Temporariamente, os surtos nacionalistas foram controlados, o que o levou a garantir suas progressivas vitórias na Rússia.

    e) Herdeira da Filosofia das Luzes, a ideia de nação, tal como difundida na França, fundou-se sobre uma concepção universalista do homem e de seus direitos naturais. Essa concepção, porém, pressupunha o princípio do direito dos povos de dispor sobre si mesmos.

    ver resposta


  • Questão 3

    Após participar da conspiração que deu início à sua ascensão ao poder em 1799, Napoleão passou a dividir, provisoriamente, o poder central da França com mais duas pessoas até o ano de 1804. Esse período ficou conhecido como Consulado. Os outros dois cônsules que governaram junto a Napoleão foram:

    a) Maximilien Robespierre e Antoine de Saint-Just

    b) o abade Sieyès e Pierre-Roger Ducos

    c) o cardeal Richelieu e Danton

    d) Marat e Mirabeau

    e) Luís XVI e Guillaume Lellement

    ver resposta


  • Questão 4

    Em 1804, Napoleão Bonaparte instituiu o Código Civil Napoleônico, que garantia, por lei, os valores da burguesia. Entre esses valores estavam:

    a) as liberdades individuais, a garantia da autoridade da Igreja sobre as diretrizes do Estado e a manutenção dos privilégios aristocráticos.

    b) a abolição da servidão, a abolição da propriedade privada e a instituição de comunas rurais.

    c) as liberdades individuais, o Estado laico, a proteção do direito de propriedade e a abolição da servidão;

    d) a intervenção do Estado na economia, a liberdade de crença religiosa e a proteção do direito de propriedade.

    e) N.D.A. Napoleão não instituiu nenhuma modificação no que se refere aos valores burgueses. Apenas manteve a mesma estrutura que vigorava no Antigo Regime.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra D

    As guerras napoleônicas alteraram profundamente as fronteiras europeias. Vários dos Estados que adotavam o modelo do chamado “Antigo Regime” e que estavam associados ao Sacro Império Romano-Germânico foram destituídos de sua legitimidade por Napoleão e anexados a grandes Estados administrativos vinculados ao Império Francês.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra E

    O nacionalismo que se desenvolveu no século XIX, que culminou em acontecimentos como a Unificação Italiana, a Unificação Alemã, a Guerra Franco-Prussiana e o Neocolonialismo, teve como modelo fundador a França napoleônica. Napoleão, além de administrar o ideário iluminista que permeou a Revolução Francesa, também compôs o primeiro exército de cidadãos livres e burgueses, isto é, o exército nacional francês. Antes da Revolução Francesa, os exércitos das nações modernas eram compostos pela aristocracia guerreira, e não por um corpo de cidadãos. Somadas, essas ações fundaram o ideal de nação que se tornou não apenas modelo político para todo o mundo, mas também objeto de interesse das artes da época, sobretudo da literatura.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra B

    Tanto o abade de Sieyès como Pierre-Roger Ducos estavam integrados à proposta revolucionária francesa antes mesmo do golpe de 1799. Com o golpe do 18 de Brumário, que derrubou o governo do Diretório, um nova constituição preparou o Consulado com um executivo forte, colocando três cônsules no poder. Entretanto, esse poder ficava centralizado na figura do Primeiro-Cônsul (cargo vitalício), que era Napoleão Bonaparte.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra C

    A instituição do Código Civil Napoleônico contemplava os anseios da burguesia francesa, partícipe principal da Revolução de 1789. Os ideais burgueses estavam calcados nos princípios do Iluminismo e do Liberalismo. Muitas das prerrogativas assinaladas no código estavam imbuídas de ideias filosóficas como as de Jean-Jacques Rousseau, mas a inspiração também provinha do Direito Romano. O modelo de Estado Democrático de Direito, que vigora hoje nas nações democráticas ocidentais, é herdeiro do Código Napoleônico. A defesa das liberdades individuais, a propriedade privada, o Estado separado da religião e os direitos fundamentais do cidadão estão todos no programa do Código Civil Napoleônico.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas