Você está aqui Exercícios Exercícios de História do Brasil Exercícios sobre o Primeiro Reinado

Exercícios sobre o Primeiro Reinado

Com estes exercícios sobre o Primeiro Reinado, você pode avaliar seus conhecimentos sobre um dos períodos mais importantes da história brasileira.

  • Questão 1

    (UFES)

    "Confederação do Equador: Manifesto Revolucionário:

    Brasileiros do Norte! Pedro de Alcântara, filho de D. João VI, rei de Portugal, a quem vós, após uma estúpida condescendência com os Brasileiros do Sul, aclamastes vosso imperador, quer descaradamente escravizar-vos. Que desaforado atrevimento de um europeu no Brasil. Acaso pensará esse estrangeiro ingrato e sem costumes que tem algum direito à Coroa, por descender da casa de Bragança na Europa, de quem já somos independentes de fato e de direito? Não há delírio igual (... )."

    (Ulysses de Carvalho Brandão. A CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR. Pernambuco: Publicações Oficiais, 1924).

    O texto dos Confederados de 1824 revela um momento de insatisfação política contra a:

    a) extinção do Poder Legislativo pela Constituição de 1824 e sua substituição pelo Poder Moderador.

    b) mudança do sistema eleitoral na Constituição de 1824, que vedava aos brasileiros o direito de se candidatar ao Parlamento, o que só era possível aos portugueses.

    c) atitude absolutista de D. Pedro I, ao dissolver a Constituinte de 1823 e outorgar uma Constituição que conferia amplos poderes ao Imperador.

    d) liberalização do sistema de mão de obra nas disposições constitucionais, por pressão do grupo português, que já não detinha o controle das grandes fazendas e da produção de açúcar.

    e) restrição às vantagens do comércio do açúcar pelo reforço do monopólio português e aumento dos tributos contidos na Carta Constitucional.

    ver resposta



  • Questão 2

    Sobre o processo de Independência deflagrado no Brasil em 1822, que implementou o Primeiro Reinado, é possível dizer que:

    a) Dom Pedro antecipou-se à estratégia de seu irmão, D. Miguel, que também queria ser imperador do Brasil.

    b) foi um processo deflagrado no Brasil após a morte de D. João VI.

    c) foi um processo coordenado pelos revolucionários latino-americanos, como Bartolomé Mitre e Simon Bolívar.

    d) foi um processo articulado por Napoleão Bonaparte, que fugiu da ilha de Santa Helena para o Brasil em 1819.

    e) foi um reflexo da Revolução Liberal do Porto (1820), que exigiu o retornou de D. João VI para Portugal.

    ver resposta


  • Questão 3

    (Mackenzie) O episódio conhecido como "A Noite das Garrafadas", briga entre portugueses e brasileiros, relaciona-se com:

    a) a promulgação da Constituição da Mandioca pela Assembleia Constituinte.

    b) a instituição da Tarifa Alves Branco, que aumentava as taxas de alfândega, acirrando as disputas entre portugueses e brasileiros.

    c) o descontentamento da população do Rio de Janeiro contra as medidas saneadoras de Oswaldo Cruz.

    d) a manifestação dos brasileiros contra os portugueses ligados à sociedade "Colunas do Trono" que apoiavam Dom Pedro I.

    e) a vinda da Corte Portuguesa e o confisco de propriedades residenciais para alojá-la no Brasil.

    ver resposta


  • Questão 4

    Entre as causas da abdicação do trono por parte de D. Pedro I, está:

    a) a União Ibérica, entre Portugal e Espanha.

    b) revoltas locais, como Revolução Farroupilha.

    c) a crise financeira de 1829, que ocasionou o fechamento do Banco do Brasil.

    d) a crise de legitimidade pelo não uso do Poder Moderador.

    e) o processo de Impeachment protocolado por senadores da época.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra C

    A Confederação do Equador foi uma das mais significativas revoltas do Primeiro Reinado. Um dos pontos básicos dessa revolta estava no fato de D. Pedro I ter dissolvido a Assembleia Constituinte de 1823 e outorgado uma Constituição no ano seguinte, na qual estava previsto o uso do Poder Moderador, o que representava um retrocesso para os envolvidos na revolta.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra E

    A Independência do Brasil, em grande parte, foi um acontecimento influenciado pelos desdobramentos da Revolução Liberal do Porto, ocorrida em 1820. Essa Revolução exigiu o retorno de D. João VI, que desde 1808 estava em solo brasileiro, para Portugal, bem como a convocação das cortes gerais para uma Assembleia Constituinte. D. Pedro, filho de D. João, ficou no Brasil. Da sua permanência, nasceu uma articulação política para que ele fosse sagrado imperador, como de fato ocorreu em 7 de setembro de 1822.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra D

    A Noite das Garrafadas caracterizou-se pelo conflito entre portugueses residentes no Rio de Janeiro, partidários do imperador, e brasileiros, insatisfeitos com a administração do monarca nos idos de 1831. Esse acontecimento prenunciou a renúncia de D. Pedro I, que abdicou do trono em 7 de abril de 1831.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra C

    O caso financeiro durante o Primeiro Reinado era grave. As reservas de ouro depositadas por D. João VI, quando este ainda estava no Brasil, no período de 1808 a 1821, foram por ele retiradas quando voltou para Portugal. Dom Pedro I, já imperador, teve que tomar medidas para compensar o deficit. Uma dessas medidas consistiu em imprimir papel-moeda (sem a correspondência real com o tesouro em reserva), o que fez com que a moeda brasileira se desvalorizasse e o banco do Brasil quebrasse em 1829. Esse fato contribuiu para a impopularidade do Imperador, que abdicou do trono dois anos depois.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas