Você está aqui Exercícios Exercícios de História da América Exercícios sobre as civilizações pré-colombianas

Exercícios sobre as civilizações pré-colombianas

Nestes exercícios sobre as civilizações pré-colombianas você poderá avaliar seus conhecimentos a respeito das civilizações asteca, maia e inca.

  • Questão 1

    As civilizações pré-colombianas que se desenvolveram na região da Mesoamérica (onde hoje está parte do México, Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua) – civilização asteca e civilização maia – foram consideradas bastante avançadas para os europeus que com elas travaram o primeiro contato. Aponte a alternativa abaixo que contenha alguns dos aspectos definidores desta característica de “civilização avançada”:

    a) Astecas e maias possuíam uma sofisticada tecnologia de navegação ultramarina que possibilitou a exploração das regiões litorâneas da América do Sul.

    b) As grandes cidades destas civilizações, como Teotihuacán, possuíam um grande sistema de infraestrutura, tendo desenvolvido grandes templos, grandes vias e praças para comércio e comportavam até mais de 100.000 habitantes dentro de seus domínios.

    c) Astecas e maias não faziam sacrifícios cruentos (morte de pessoas ou animais), pois já havia entre essas civilizações um avançado sistema religioso, como o Cristianismo e o Budismo.

    d) Essas duas civilizações tinham em comum o fato de possuírem um sofisticado sistema astronômico e um exímio domínio da pólvora.

    e) As cidades pré-colombianas da Mesoamérica não tinham templos grandiosos, pois haviam concebido um tipo de estado laico, com administração burocrática isenta de interferências religiosas.

    ver resposta



  • Questão 2

    (UFSM-RS) [Adaptada] "Os guerreiros constituíam um dos grupos mais importantes na civilização asteca. No início, eram escolhidos entre os indivíduos mais corajosos e valentes do povo. Com o tempo, entretanto, a função de guerreiro começou a ser passada de pai para filho, e apenas algumas famílias, privilegiadas, mantiveram o direito de ter guerreiros entre os seus membros." (KARNAL, Leandro. A conquista do México. São Paulo: FTD, 1996, p. 13.)

    O texto faz referência à sociedade asteca, no século XV, a qual era:

    a) guerreira e sacerdotal, formada de uma elite política que governava com tirania a massa de trabalhadores escravos negros.

    b) igualitária e guerreira, não conhecendo outra autoridade senão a sacerdotal, que também era guerreira.

    c) comunal, com estruturas complexas, sendo dirigida por um Estado que contava com um aparelho administrativo, judiciário e militar.

    d) hierarquizada e guerreira, visto que o Imperador era, ao mesmo tempo, o general do exército asteca e o sumo pontífice sacerdotal.

    e) igualitária, guerreira e sacerdotal: todo guerreiro era um sacerdote e todo sacerdote era um guerreiro.

    ver resposta


  • Questão 3

    Leia o texto a seguir:

    “Os cantos, as danças, as oferendas, os sacrifícios de animais que se sucedem, os banquetes e as bebedeiras, autorizados nessa oportunidade, marcam a festa do Sol, a mais bela do ano. […] Num cômodo longe do olhar da multidão, Tupac Inca deflora Tanta Carua e transmite para seu corpo tão jovem e tão belo a sua mácula que carregara durante quatro longos anos. De agora em diante, ela é toda impureza, capac hucha, e precisa morrer para que o Inca e o mundo inteiro possam continuar a viver sem temor. Cercada pelos seus, Tanta Carua retoma o caminho que a leva de volta para a vila de seu pai. Enquanto na ida todos acorriam para vê-la e louvá-la, agora não encontra mais ninguém, pois as pessoas sabem o peso que ela está carregando e afastam-se de seu caminho, baixando os olhos. Chegando à sua casa, ela recusa a festa que Vilca Xagua preparara: 'Acabe comigo', pede ao pai, 'já tive festas suficientes em Cuzco'. Então dão-lhe para beber uma infusão que a faz adormecer. Com cuidado, descem seu pequeno corpo até o fundo de um poço seco e colocam vasos e pratos de ouro, assim como os mais suntuosos vestidos. Em seguida, o poço é coberto com pedras e todos vão embora.” (BERNARD, C.; GRUZINSKI, S. História do Novo Mundo. São Paulo: Edusp, 1997, p.34-41.)

    Na narrativa lida acima, há descrição de um ritual do sacrifício de uma virgem, que era realizado pela antiga civilização inca. Com base no texto, indique a alternativa CORRETA:

    a) A virgem Tanta Carua representa, no ritual da civilização inca, a oferta que o chefe de Cuzco, capital desta civilização, Tupac Inca, fazia ao deus Sol, que era considerado a fonte do poder político e de todo elemento vital da natureza, para ser purificado das impurezas que acreditou ter contraído ao longo do ciclo de quatro anos.

    b) O sacrifício da virgem tinha por objetivo apenas satisfazer os desejos sexuais do chefe político dos incas, já que, antes de ser morta, Tanta Carua foi desvirginada (“deflorada”).

    c) O pai de Tanta Carua não ficou indignado com o destino de sua filha por temer represálias do chefe Tupac Inca.

    d) A virgem Tanta Carua representa, no ritual da civilização inca, um momento especial da festa do Sol, no qual ela morre por ser considerada santa.

    e) Todas as alternativas estão corretas.

    ver resposta


  • Questão 4

    (UGF/RJ) [adaptada] A civilização maia, floresceu na região que hoje corresponde ao(s):

    a) Uruguai, Argentina e sul do Chile.

    b) Paraguai e Bolívia.

    c) Brasil e Venezuela.

    d) Norte de Guatemala, Honduras Britânica e sudeste do México.

    e) Andes peruanos.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    Letra B.

    Lendo atentamente é possível eliminar a alternativa E em primeiro lugar. Pois a concepção laica de estado e o processo de burocratização das funções administrativas são tipicamente europeias, em especial do período de transição da Idade Moderna para a Contemporânea. As alternativas A e C não possuem nenhuma informação correta, pois a tecnologia de navegação ultramarina (como aponta a alternativa A) foi desenvolvida pelos europeus no século XV e as civilizações asteca e maia eram profundamente sacrificiais (ao contrário do que aponta a alternativa C), já que demandavam anualmente uma grande quantidade de pessoas, geralmente guerreiros aprisionados em batalhas, para os rituais de sacrifício. Restam as alternativas B e D. As civilizações asteca e maia possuíam, sim, um sofisticado sistema de observação astronômica, inclusive com calendário preciso. Entretanto (como sugere a alternativa D), estes povos sequer conheciam a pólvora, pelo contrário: foram vencidos pelo uso que os europeus fizeram desse artefato. Já as cidades, como Teohtihuacán, impressionaram muito os europeus por conta de sua imponência, das suas grandes construções e por seu grande contingente populacional. Nenhuma cidade europeia da época comportava 100.000 pessoas. Portanto, a alternativa correta é a letra B.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    Letra D.

    Mediante uma leitura atenta, as letras A e E podem ser imediatamente excluídas, pois não havia escravos negros (como sugere a letra A) nas civilizações pré-colombianas e nem todo guerreiro asteca poderia ser sacerdote (como sugere a letra E). A letra C descreve um tipo de estado mais próximo aos estados modernos europeus, por isso também pode ser excluída. Restam as letras B e D que, a princípio, podem gerar dúvidas, pois ambas apresentam o elemento correto do reconhecimento da autoridade, que era ao mesmo tempo sacerdotal e guerreira, entre os astecas. Porém, na alternativa B, há a atribuição da característica “igualitária” à civilização asteca, fato inverídico, já que esta era altamente hierarquizada, como aponta a alternativa D, que, por sua vez, é a correta.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    Letra A.

    Inicialmente, podemos excluir as letras D e E. A virgem Tanta Carua não pode ser considerada uma santa (como sugere a alternativa D), pois a concepção de santidade é tipicamente cristã e, portanto, alheia aos incas. Sendo assim, só há uma alternativa correta a ser assinalada (ao contrário do que sugere a alternativa E). O pai da virgem a recebe, após ter sido deflorada pelo chefe Tupac Inca, com festa. Isto aponta para uma plena consciência da importância do ritual para toda a comunidade. O pai (ao contrário do que sugere a alternativa C) não teme o chefe, apenas sabe que a oferta da festa do Sol é mais importante, neste contexto, que a vida da filha. A simples satisfação do desejo sexual não implicaria um ritual religioso. Portanto, não há na narrativa inca (como propõe a letra B) o uso da autoridade de chefe político, por parte de Tupac Inca, para um abuso sexual, estritamente falando. Resta a alternativa A, que descreve o sacrifício como oferta (ou oferenda) periódica (ciclo de quatro anos) ao deus Sol, provedor da força do chefe e de todas as benesses da cidade de Cuzco.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    Letra D.

    A questão parece ser bem fácil, entretanto há muita confusão quanto ao conhecimento dos lugares exatos onde se desenvolveram as civilizações pré-colombianas. Todos os países que as alternativas apresentam constam no continente americano, mas apenas a alternativa D aponta países que estão fora da América do Sul. Sabe-se que a única civilização complexa que criou cidades e se desenvolveu na América do Sul foi a civilização inca, no Peru. Tanto a civilização asteca quando a maia se desenvolveram na região da Mesoamérica, ou América Central. Como a questão exige a região que hoje corresponde à civilização maia, a única alternativa que aponta para isso é a D: “Norte de Guatemala, Honduras Britânica e sudeste do México”, já que todos esses países estão na Mesoamérica.

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas