Você está aqui Exercícios Exercícios de Geografia Exercícios sobre a Primavera Árabe

Exercícios sobre a Primavera Árabe

Estes exercícios sobre a Primavera Árabe cobram conhecimentos atuais sobre as revoltas que atingiram os países do norte da África e do Oriente Médio.

  • Questão 1

    Charge sobre a Primavera Árabe no Egito
    Charge sobre a Primavera Árabe no Egito

    LATTUF, C. 24 jan. 2011. Disponível em: <https://commons.wikimedia.org/wiki/Carlos_Latuff>. Acesso em: 17 ago. 2015.

    A charge acima, de Carlos Latuff, indica um “efeito dominó” propiciado pela Primavera Árabe e a consequente derrubada do ditador Hosni Mubarak no Egito. Esse efeito em cadeia que marcou a onda de protestos nos países árabes iniciou-se:

    a) na Tunísia, com a derrubada de Zine El Abidine Ben Ali.

    b) na Lígia, com a morte de Muammar al-Gaddafi.

    c) em Israel, com a independência da Palestina.

    d) Na Síria, na guerra civil contra Bashar al-Assad

    e) No Iêmen, com a renúncia de All Abdullah Saleh

    ver resposta



  • Questão 2

    “A primeira lição é que a Primavera Árabe é um processo, e não um evento. Nunca ninguém poderia imaginar que os governantes árabes, e as elites que os sustentavam, um dia cairiam ou morreriam. O papel do Ocidente sempre foi ambivalente. Ele sempre esteve nos dois lados – ansioso por encorajar as novas democracias, mas sem derrubar as velhas autocracias”.

    HARDY, R. Democracia ou desordem? As quatro lições da Primavera Árabe. BBC Brasil, 11 jul. 2013. Acesso em: 17 ago. 2015.

    Diante das considerações acima expostas, é possível concluir que a posição dos países ocidentais em relação à Primavera Árabe foi:

    a) coerente, seguindo um padrão único de apoio nos conflitos

    b) contraditória, com intervenções militares em todos os países

    c) parcial, restringindo as análises para alguns poucos casos

    d) arbitrária, com as ações políticas moldadas conforme os interesses

    e) neutra, objetivando não agravar a situação das disputas internas

    ver resposta


  • Questão 3

    (CESPE/UNB – adaptada) A ONU afirmou que prepara estoques de comida para 1,5 milhão de pessoas na Síria como parte de um plano de emergência de 90 dias para ajudar os civis que estão carentes de suprimentos básicos após quase um ano de conflito

    (Portal G1 – www.g1.globo.com)

    Com base no texto e nos assuntos a ele relacionados, julgue os itens.???

    ( ) Os protestos e a guerra civil na Síria objetivam derrubar o ditador Bashar Al Assad e se intensificaram em 2011 no contexto do movimento denominado “Primavera Árabe”.???

    ( ) Os conflitos atuais representam a mais significativa ameaça ao regime ditatorial implantado pela família do ditador Bashar Al Assad.???

    ( ) A Síria é o mais forte aliado de Israel na região, o que vem gerando uma reação de desconfiança do Irã e da Palestina contra o governo atual.???

    ( ) O governo de Bashar Al Saad combate as ações dos grupos fundamentalistas islâmicos, como o Hamas e o Hesbolah.???

    ( ) A estratégia adotada pela ONU para instar as partes em conflito a depor as armas e buscar um acordo pacífico tem-se mostrado bem-sucedida no convencimento das partes em relação a um cessar-fogo temporário.

    ver resposta


  • Questão 4

    (Enem/2011)

    No mundo árabe, países governados há décadas por regimes políticos centralizadores contabilizam metade da população com menos de 30 anos; desses, 56% têm acesso à internet. Sentindo-se sem perspectivas de futuro e diante da estagnação da economia, esses jovens incubam vírus sedentos por modernidade e democracia. Em meados de dezembro, um tunisiano de 26 anos, vendedor de frutas, põe fogo no próprio corpo em protesto por trabalho, justiça e liberdade. Uma série de manifestações eclode na Tunísia e, como uma epidemia, o vírus libertário começa a se espalhar pelos países vizinhos, derrubando em seguida o presidente do Egito, Hosni Mubarak. Sites e redes sociais – como o Facebook e o Twitter - ajudaram a mobilizar manifestantes do norte da África a ilhas do Golfo Pérsico.

    SEQUEIRA, C. D.; VILLAMÉA, L. A epidemia da Liberdade. Istoé Internacional. 2 mar. 2011 (adaptado).

    Considerando os movimentos políticos mencionados no texto, o acesso à internet permitiu aos jovens árabes

    a) reforçar a atuação dos regimes políticos existentes.

    b) tomar conhecimento dos fatos sem se envolver.

    c) manter o distanciamento necessário à sua segurança.

    d) disseminar vírus capazes de destruir programas dos computadores.

    e) difundir ideias revolucionárias que mobilizaram a população.

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    A chamada Primavera Árabe faz referência ao conjunto de revoluções contra ditaduras em países árabes no norte da África e no Oriente Médio. A primeira dessas revoluções e que desencadeou as demais ocorreu na Tunísia, quando Zine El Abidine Ben Ali foi deposto depois de apenas um mês de protestos.

    Alternativa correta: letra A

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    O texto introdutório da questão deixa bem claro que “o papel do Ocidente sempre foi ambivalente”, fazendo uma menção indireta à posição dos Estados Unidos, que ora apoiou os rebeldes (Líbia e Síria), ora apoiou as elites dominantes (Egito). A crítica que existe é que as potências ocidentais agem nesses países para garantir, primeiramente, os seus interesses, e não necessariamente as democracias nacionais.

    Alternativa correta: letra D

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    (V) – O conflito na Síria, ainda em andamento, iniciou-se a partir da onda de protestos que atingiu o mundo árabe a partir de 2011.

    (V) – O ditador Bashar Al Assad está há dezenas de anos no poder e as revoltas atuais marcam a principal tentativa de tirá-lo do governo.

    (F) – A Síria é um adversário político de Israel no Oriente Médio, motivo pelo qual os Estados Unidos e boa parte do Ocidente têm interesse na queda da ditadura no país.

    (F) – O Hamas eu Hesbolah não atuam na Síria. O grupo terrorista que possui maior atividade nesse país é o Estados Islâmico, além de algumas facções da Al-Qaeda.

    (F) – A ONU tem atividade praticamente nula na região, com uma baixa capacidade de influência na resolução do conflito.

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    A questão do Enem, de caráter puramente interpretativo, solicita a identificação da ligação entre o acesso à internet e as revoltas no mundo árabe. No caso, essa relação fez-se pela rápida difusão de informações, quando a revolta na Tunísia inspirou as demais. Assim, as redes sociais permitiram a propalação de ideais revolucionários de caráter mobilizador.

    Alternativa correta: letra E

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas