Você está aqui Exercícios Exercícios de Geografia Exercícios sobre o conflito entre Israel e Palestina

Exercícios sobre o conflito entre Israel e Palestina

Estes exercícios sobre o conflito entre Israel e Palestina abordam a delicada tensão geopolítica existente entre judeus e árabes no Oriente Médio.

  • Questão 1

    Na esteira da discórdia entre judeus e palestinos nos territórios por eles disputados está o movimento sionista, apontado por muitos como um dos principais elementos relacionados com o aumento das tensões entre ambos os lados da questão. De toda forma, o sionismo não é a causa do problema em si, mas um de seus fatores históricos mais importantes.

    Entende-se por sionismo:

    a) a intenção proeminente dos povos árabes de tentar erradicar os judeus do Oriente Médio.

    b) a crença religiosa de que judeus e muçulmanos são povos excludentes e que jamais entrarão em paz.

    c) a busca dos judeus pela Terra Prometida, nos arredores de Jerusalém, com a consequente criação de seu Estado-Nação.

    d) o movimento de resistência dos judeus frente às constantes ameaças árabes promovidas em todo o mundo.

    ver resposta



  • Questão 2

    Entre os vários eventos ocorridos no conflito entre Israel e Palestina, citam-se duas das guerras árabe-israelenses: a Guerra dos Seis Dias (1967) e a Guerra do Yom Kippur (1973). Esses conflitos representaram, respectivamente:

    a) a anexação por parte de Israel de vários territórios dos países árabes circundantes e a posterior tentativa desses países de reaverem as suas áreas.

    b) o ataque deliberado dos palestinos contra os territórios israelenses e a intervenção militar estadunidense na região.

    c) a resposta militar da Liga Árabe à criação do Estado de Israel pela ONU e a ofensiva militar israelense para retomar sua soberania territorial.

    d) o combate inicial realizado entre Israel e Egito pelo Canal de Suez e a tentativa dos palestinos de agruparem para si a posse desse estratégico ponto de disputa.

    ver resposta


  • Questão 3

    O governo sueco reconheceu o Estado da Palestina nesta quinta-feira, 30, por decreto. A Suécia se torna assim o primeiro país ocidental da União Europeia (UE) a tomar esta decisão. […] No início de outubro, o primeiro-ministro Stefan Löfven anunciou que a Suécia reconheceria o Estado da Palestina, o que provocou muitas críticas de Israel e dos Estados Unidos.

    (Adaptado de: Carta Capital, 30 out. 2014. Suécia reconhece o Estado da Palestina. Disponível em: <www.cartacapital.com.br>. Acesso em: 09 mar. 2015).

    O motivo das críticas de Israel e dos Estados Unidos mediante o reconhecimento do Estado da Palestina deve-se:

    a) ao fato de os palestinos estarem entre os envolvidos nos atentatos de 11 de setembro de 2001.

    b) às históricas disputas territoriais entre israelenses e palestinos e o constante apoio dado pelos EUA aos primeiros.

    c) ao argumento de que a Suécia estaria indo contra a regulamentação da ONU, que dá proibição irrestrita à existência dos territórios palestinos sob um governo formal.

    d) à ameaça que a legitimidade da Palestina representa ao comércio de petróleo, elemento abundante na região em questão. 

    ver resposta


  • Questão 4

    Enem – 2007 (com adaptações)

    Em 1947, a Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou um plano de partilha da Palestina que previa a criação de dois Estados: um judeu e outro palestino. A recusa árabe em aceitar a decisão conduziu ao primeiro conflito entre Israel e países árabes. A segunda guerra (Suez, 1956) decorreu da decisão egípcia de nacionalizar o canal, ato que atingia interesses anglo-franceses e israelenses. Vitorioso, Israel passou a controlar a Península do Sinai. O terceiro conflito árabe-israelense (1967) ficou conhecido como Guerra dos Seis Dias, tal a rapidez da vitória de Israel. Em 6 de outubro de 1973, quando os judeus comemoravam o Yom Kippur (Dia do Perdão), forças egípcias e sírias atacaram de surpresa Israel, que revidou de forma arrasadora. A intervenção americano-soviética impôs o cessar-fogo, concluído em 22 de outubro.

    A partir do texto acima, assinale a opção correta.

    a) A primeira guerra árabe-israelense foi determinada pela ação bélica de tradicionais potências europeias no Oriente Médio.

    b) Na segunda metade dos anos 1960, quando explodiu a terceira guerra árabe-israelense, Israel obteve rápida vitória.

    c) A guerra do Yom Kippur ocorreu no momento em que, a partir de decisão da ONU, foi oficialmente instalado o Estado de Israel.

    d) Apesar das sucessivas vitórias militares, Israel mantém suas dimensões territoriais tal como estabelecido pela resolução de 1947 aprovada pela ONU

    ver resposta


Respostas

  • Resposta Questão 1

    O sionismo – ou movimento sionista – refere-se à luta histórica dos judeus em busca da Terra Prometida, consolidada com a construção do Estado de Israel em 1949.

    Alternativa correta: letra C

    voltar a questão


  • Resposta Questão 2

    A Guerra dos Seis Dias (1967) foi um ataque realizado por Israel, que, em apenas seis dias, conseguiu a tomada de territórios de vários países da região. Já a Guerra do Yom Kippur (1973) foi a tentativa frustada desses países de retomarem para si os territórios perdidos na Guerra dos Seis Dias.

    Alternativa correta: letra A

    voltar a questão


  • Resposta Questão 3

    A insatisfação de EUA e Israel frente a um reconhecimento diplomático do Estado da Palestina deve-se ao fato de israelenses e norte-americanos serem contrários às formas de governo exercidas nos territórios palestinos. Essa oposição, por sua vez, ocorre pelas disputas territoriais entre Israel e Palestina e o histórico apoio dado pelos Estados Unidos aos israelenses.

    Alternativa correta: letra B

    voltar a questão


  • Resposta Questão 4

    A primeira guerra árabe-israelense foi determinada pela ação dos países árabes frente à criação do Estado de Israel pela ONU.

    Na terceira guerra árabe-israelense, também chamada de Guerra dos Seis Dias, a vitória de Israel foi rápida, resultando na anexação de vários territórios.

    A Guerra do Yom Kippur foi uma tentativa dos países árabes de reaverem os territórios perdidos na Guerra dos Seis Dias.

    O Estado de Israel, embora tenha devolvido alguns territórios conquistados, ainda possui uma área maior do que a estabelecida pela resolução de 1947.

    Alternativa correta: letra B

    voltar a questão


Artigo relacionado
Leia o artigo relacionado a este exercício e esclareça suas dúvidas